Felipão lamenta desatenção do Grêmio em empate com Coritiba

Treinador critica sistema defensivo de sua equipe pelo gol sofrido e diz que foco do time é conseguir vaga na Libertadores em 2015

Estadão Conteúdo

26 de outubro de 2014 | 11h25

O técnico Luiz Felipe Scolari criticou o sistema de marcação do Grêmio depois do empate em 1 a 1 com o Coritiba, sábado, pela 31.ª rodada do Brasileirão. O treinador instruiu seus jogadores para uma marcação em Leandro Almeida, mas mesmo assim o zagueiro fez, de cabeça, o gol alviverde na partida disputada no Couto Pereira

"O mérito é do jogador que todo mundo, o Brasil todo sabe que tem que marcar. E nós definimos hoje (sábado) uma marcação especial sobre ele. Sobre um jogador que nós não fizemos hoje a marcação por escala, como sempre fazemos. Tiramos um para marcar esse jogador, que nós sabemos que é bom na bola aérea. Mas quando há essa desatenção, tomamos o gol" explicou Felipão.

Depois do gol marcado por Leandro Almeida, o Grêmio até foi buscar o empate, com Riveros, e volta de Curitiba com um ponto na bagagem. Como Fluminense, Inter e Atlético-MG venceram na rodada, o time de Felipão caiu para o sexto lugar, agora a três pontos dos mineiros e a dois dos rivais colorados.

" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" globalMute="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" playerVisibilityChanged="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" isScrollToPlay="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" externalVideoPlayback="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" isPaused="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" onFullSizeOn="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" onFullSizeOff="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" 1AF63EAE-6C57-D834-5837-4CF1BC97FEFA="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" getUserLocation="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" stopPlayer="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" pausePlayer="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" playPlayer="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" resumePlayer="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" setVolume="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}">

"Não engano ninguém. Tenho que estar no bolo até os últimos três jogos, senão não adianta. Esse é o nosso espírito para jogar até lá. Temos equipe boa, mas não superior às outras equipes", enfatizou o treinador gaúcho.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.