Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Felipão mostra preocupação com queda de rendimento do Palmeiras

Treinador diz que precisa encontrar o motivo do time ter empatado quatro dos últimos sete jogos da equipe no Paulista

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de março de 2019 | 04h36

Luiz Felipe Scolari está preocupado com as últimas exibições do Palmeiras. Embora o time venha de uma sequência de 10 partidas sem perder, ele admite que houve uma queda no futebol da equipe e seu desafio é resolver o problema. Como? Ele ainda vai tentar descobrir. 

No empate com o Novorizontino por 1 a 1, no sábado, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, o Palmeiras teve uma fraca atuação no primeiro tempo e só apresentou uma considerável melhora na etapa final. "Não sei se a nossa logística está errada, mas alguma coisa não foi bem nesses últimos jogos. Tenho que procurar alguma coisa, dentro do meu conhecimento, para que isso não aconteça", disse o treinador. 

Felipão terá pouco tempo para pensar em como fazer o Palmeiras voltar a jogar bem, já que na terça-feira o time retorna aos gramados para o jogo de volta contra o Novorizontino. A equipe alviverde precisa apenas de uma vitória simples para se classificar no Estadual. 

O time pode ter mudanças em relação ao que enfrentou a equipe de Novo Horizonte neste sábado. O treinador revelou, sem dar detalhes, que Bruno Henrique deixou o jogo com dores e virou dúvida. "Não sei se o Bruno Henrique vai suportar o segundo jogo. Ele teve uma pequena lesão", contou.

Destaque da partida, Arthur Cabral pode ser a novidade do Palmeiras. Ele entrou no segundo tempo, na vaga de Borja, e marcou um gol logo em sua estreia pelo clube. Felipão brincou sobre a possibilidade de escalar o jovem atacante, tão pedido pelos torcedores, já como titular na terça-feira.

"Difícil responder. Não sei nem se vou estar vivo na terça-feira para dizer alguma coisa. Até lá, tudo pode acontecer", se esquivou. Ainda sobre a polêmica do VAR, o treinador foi questionado sobre quem havia estreado melhor: Arthur ou o VAR. "Não sei. Eu gosto do Arthur. Sobre VAR, no dia em que eu parar de ser técnico vou dizer algumas coisas", avisou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.