Felipão não liga muito para resultado

Luiz Felipe Scolari descobriu a forma de sentir-se livre de pressões, se eventualmente Portugal não ganhar o amistoso deste sábado. Na avaliação do campeão do mundo, o resultado contra o Brasil "é secundário". Em seu programa de trabalho, iniciado há poucos meses, o importante é aprimorar o esquema e passar alguns princípios táticos para seus jogadores."Espero ter um pouco mais de criatividade no ataque e melhorar as finalizações", adiantou o treinador, depois do treino coletivo desta sexta-feira, o último antes de enfrentar o time brasileiro. "No momento, ganhar não é o que mais me interessa. O resultado agora é algo que está em segundo plano", insistiu.Felipão fez questão de ressaltar, porém, que a situação é excepcional, de "emergência", pois foram poucos os dias que teve para treinar o grupo que comanda desde a derrota para a Itália por 1 a 0, em fevereiro, em sua estréia.O caso mais emblemático é o de Figo. O principal jogador da seleção portuguesa foi poupado da programação normal, "por fadiga muscular". Ainda assim, será titular. "O trabalho árduo no Real Madrid o impediu de treinar com os outros", explicou o treinador, antes de partir para a concentração no Porto.Dessa forma, também, Felipão tratou de mandar para escanteio as insinuações de que o relacionamento com Figo está abalado porque o ?dono? do time não gostou da convocação de Deco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.