José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Felipão não quer Superclássico das Américas neste ano

Para técnico, formar grupo só com jogadores que atuam no Brasil acarretaria 'quebra de ritmo'

ALMIR LEITE E SÍLVIO BARSETTI - Enviados especiais, Agência Estado

27 de junho de 2013 | 12h44

BELO HORIZONTE - A comissão técnica da seleção brasileira não está disposta a disputar neste ano o Superclássico das Américas, dois confrontos com a Argentina que passaram a ser realizados anualmente desde 2011. De acordo com o técnico Luiz Felipe Scolari, se for o caso, a seleção Sub-20 poderia representar o Brasil nos jogos previstos para setembro.

Em conversa informal com os jornalistas na manhã desta quinta-feira, no hotel da seleção em Belo Horizonte, Felipão disse que conversou com o técnico da Argentina, Alexandro Sabella, sobre o assunto. "Ele tem a mesma opinião", declarou.

Para Felipão, não teria sentido juntar um novo grupo, composto somente por atletas que atuam no País, num momento em que a seleção principal está em formação. "Poderia haver uma quebra de ritmo", explicou o treinador.

Na verdade, mesmo sem ter se aprofundado sobre o tema, Felipão deixou no ar que poderia haver um choque de motivação, entre os convocados - entre os que já fazem parte do grupo da Copa das Confederações e devem seguir na seleção até o Mundial e os outros que não foram relacionados para a competição que termina neste domingo.

"Juntar um ou outro chateado por ter ficado fora com quem está no trabalho agora não seria uma boa ideia", disse Felipão. Ele afirmou, no entanto, que a decisão depende da direção da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.