Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Felipão nega ter sido convidado a assumir a seleção

O técnico evitou fazer qualquer comentário a respeito do futuro da seleção brasileira

LUCAS AZEVEDO, Agência Estado

25 de novembro de 2012 | 15h13

FARROUPILHA - Um dos nomes mais cotados para assumir a seleção brasileira de futebol após a saída do técnico Mano Menezes, Luiz Felipe Scolari negou, neste domingo, ter sido procurado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para tratar do assunto. Enquanto deixava uma missa de inauguração da nova pintura do Santuário de Caravaggio, na cidade de Farroupilha, na serra gaúcha, Felipão evitou fazer qualquer comentário sobre o futuro da seleção.

"Se não tenho contato [com a CBF], não tenho contato. É um assunto que não vou discutir. Não vou comentar o que não tenho e o que não sei", afirmou à Agência Estado.

Devoto de Nossa Senhora de Caravaggio, Felipão foi padrinho da campanha que revitalizou a igreja. Ao lado da imagem da santa, o técnico foi a principal estrela da cerimônia, que atraiu centenas de pessoas na manhã deste domingo.

Questionado sobre a força que seu nome vem tomando, ao lado do de Muricy Ramalho e Tite, para ser alçado novamente ao comando do time, ele disse: "Isso mostra mais uma vez que nós, que trabalhamos em futebol e fazemos opções, muitas vezes a opção é respeitada e bem vista com o passar do tempo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.