Eugenio Savio/AP
Eugenio Savio/AP

Felipão outra vez se irrita e não explica situação de Valdívia

Chileno deixa o campo aos 18 minutos do primeiro tempo diante do Atlético-MG; ele não joga contra o Goiás

estadão.com.br,

27 de outubro de 2010 | 23h20

Após o empate do Palmeiras diante do Atlético-MG, o técnico Luiz Felipe Scolari outra vez se irritou com as perguntas sobre a situação de Valdivia, que deixou o campo aos 18 minutos do primeiro tempo, após apresentar sinais de dores na coxa desde o início da partida.

 

Veja também:

link Palmeiras fica no 1 a 1 com o Atlético Mineiro

 

"Não vi nada disso, de a um minuto ele por a mão na coxa. É um problema que às vezes aparece mais cedo, outras vezes não. O negócio é ir jogando, não é só ele que pode sofrer com isso", disse o técnico.

 

Diante da insistência dos jornalistas em esclarecer a questão, Felipão perdeu a paciência. "Que saco vocês, 18 [minutos] para mim está ótimo. Se forem 10 no próximo está bom. Vocês [jornalistas] estão de palhaçada. Entrevistem o médico", disse o treinador palmeirenses, antes de soltar um palavrão e deixar a entrevista coletiva antes do fim.

 

Valdivia repetiu na Arena do Jacaré a cena do clássico com o Corinthians, no último domingo, no Pacaembu. Desta vez como titular, o chileno entrou, deu alguns piques, sentiu a coxa esquerda e deixou o campo antes do fim.

 

Há um mês e meio, ele sofre por causa de uma fibrose, fruto de antigas lesões mal curadas que causam dor periodicamente. O meia admitiu que será poupado sábado, contra o Goiás, em Barueri, pelo Brasileiro. (com Bruno Deiro, de O Estado de S. Paulo)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.