Felipão pede o apoio dos torcedores

Luiz Felipe Scolari reconheceu que errou no empate da seleção portuguesa com Liechtenstein, por 2 a 2, no sábado, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O técnico brasileiro, porém, considerou exageradas as críticas da imprensa e pediu apoio da torcida para o jogo de quarta-feira, contra a Rússia, em Lisboa."Este pequeno deslize não pode ser encarado como uma catástrofe. Um resultado inesperado não pode mudar a trajetória de uma equipe", afirmou Felipão. Antes do empate, Portugal tinha duas vitórias em dois jogos nas Eliminatórias."O empate veio por erros em todos os aspectos, desde a escalação inicial até as substituições", admitiu Felipão. Para a próxima partida, o técnico disse esperar apoio maciço, com pelo menos 40 mil torcedores no estádio José Alvalade. O meia Deco, que havia sofrido contusão, está liberado para o jogo.Outro time que busca recuperação na quarta-feira é a Itália. Após perder por 1 a 0 para a Eslovênia, no sábado, e cair para a vice-liderança do grupo 5, os italianos recebem a Bielo-Rússia nessa rodada das Eliminatórias. A expectativa maior é sobre o desempenho do meia Francesco Totti, da Roma."É a hora do Totti nos levar a um êxito. É um grande jogador, sem comparação, que falhou e pagou pelo que fez", disse o goleiro da Azurra, Gianluigi Buffon, referindo-se à recente suspensão do meia pela cusparada em um adversário durante a Eurocopa. Já o zagueiro Camoranesi sentiu contusão contra a Eslovênia e deve ficar fora da partida de quarta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.