Felipão perde e vira ?Felipinho? em Lisboa

Luiz Felipe Scolari ouviu vaias pela primeira vez desde que assumiu a seleção portuguesa, em janeiro. No sábado, os 21 mil espectadores que foram ao estádio de Guimarães para ver o amistoso contra a Espanha reclamaram muito do time após a derrota por 3 a 0. A imprensa portuguesa já questiona o trabalho do treinador pentacampeão. O ?O Jogo? chamou o treinador de ?Felipinho?. O ?A Bola?, maior jornal de esportes do país, qualificou o resultado como um ?episódio negro? e disse que Scolari está ?sob brasas?. O jornal lembra que os torcedores gritaram olé em cada ataque dos espanhóis, e ?ficaram de costas para um selecionador cada vez mais contestado?. Diz ainda que o jogo mostrou que existe um ambiente hostil que caracteriza a relação de Scolari com os torcedores. O repórter conta que torcedores diziam, ao final do jogo, que, se Felipão fosse português, ?já teria sido corrido?. Segundo o jornal, Felipão só fica no comando da seleção pela fama. As críticas maiores dos torcedores são por Scolari não ter convocado o goleiro Vitor Baía e o zagueiro Ricardo Carvalho, do Porto. Gilberto Madail, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, também não escondeu sua insatisfação. ?Será internamente que o grupo terá de decidir o que tem de mudar?, disse o dirigente.Felipão estava nervoso no vestiário. Disse que o time errou muitos passes e foi questionado por um repórter se não era função dele ter resolvido o problema. ?Podia, podia. Esses foram erros que não corrigi, fui responsável por isso, estão satisfeitos? Eu tomei 3 a 0 e um banho de bola?, respondeu. Portugal volta a jogar quarta-feira, em um amistoso em Oslo, contra a Noruega. Para o jogo, Felipão terá o reforço de Figo, do Real Madrid, e Deco, do Porto, que estavam contundidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.