WERTHER SANTANA/ESTADÃO
WERTHER SANTANA/ESTADÃO

Felipão pode ficar fora do jogo com o Flamengo pelo Brasileirão

Treinador e diretor Alexandre Mattos serão julgados por incidente na partida diante do Cruzeiro em setembro

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

24 de outubro de 2018 | 17h13

Felipão pode ficar fora do banco de reservas na partida diante do Flamengo, o confronto entre os líderes do Brasileirão, sábado, no Maracanã. O técnico e também o diretor de futebol Alexandre Mattos serão julgados pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJDO nesta sexta-feira pelos incidentes ocorridos no jogo entre Palmeiras e Cruzeiro, no dia 30 de setembro, pelo Campeonato Brasileiro. O julgamento será realizado em sessão da Quarta Comissão a partir das 10h

Felipão será julgado pelo artigo 243 (Incitar publicamente o ódio ou a violência). Mattos será julgado pelo item e também pelo artigo 258 (Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva). No artigo 243, a pena é multa de R$ 100 a 100 mil e suspensão de 360 a 720 dias. As punições aplicadas pelo STJD entram em vigor 24h após a decisão. No caso dos dirigentes, a punição é de 15 a 180 dias.

Caso o tribunal entenda que a infração foi de pequena gravidade, a suspensão pode ser transformada apenas em advertência. Também existe a possibilidade de Felipão ser inocentado. 

O motivo da reclamação dos palmeirenses foi um pênalti a favor do Cruzeiro marcado pelo juiz Dewson Fernando Freitas, no Pacaembu. O zagueiro Gustavo Gómez tocou o braço na bola, mas o lance ocorreu fora da área. Mattos foi tirar satisfação com a arbitragem. O dirigente andou até a beira do túnel para questionar o erro dos árbitros, que saíram de campo escoltados por policiais. 

Paralelamente ao julgamento de sexta-feira, Felipão e Mattos serão denunciados pela Procuradoria ainda nesta quarta-feira pelas declarações após o jogo do Ceará. Três jogadores - Mayke, Bruno Henrique e Lucas Lima - que estavam pendurados com dois cartões amarelos foram advertidos e não poderão enfrentar o Flamengo. Além de Deyverson, expulso após dar uma solada em Richardson.

Na opinião do diretor de futebol, o juiz teve critério "muito estranho", sugerindo que Castro mostrou os cartões pensando no duelo entre palmeirenses e flamenguistas no sábado que vem, no Maracanã. "Parece até que tinham lista pronta", afirmou Felipão sobre os jogadores que estavam pendurados. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.