Felipão prepara Palmeiras para atuar com 10 jogadores

O técnico Luiz Felipe Scolari fez um teste inusitado no treino do Palmeiras, nesta segunda-feira. Preocupado com uma possível expulsão na semifinal de quarta-feira, contra o Goiás, pela Copa Sul-Americana, ele sacou o meia Lincoln no meio do coletivo e preparou a equipe para atuar com 10 jogadores.

AE, Agência Estado

22 de novembro de 2010 | 21h36

Na coletiva, Felipão explicou porque treinou o time com um jogador a menos. "Vocês viram o que aconteceu ontem (domingo) em Araraquara. A expulsão do Gualberto foi ridícula. Todo mundo sabe que o Neto Berola se atira. Então, eu achei melhor preparar o meu time para jogar com dez".

Enquanto o time titular ainda tinha 11 jogadores em campo, Felipão parava o treino a cada momento e corrigia o posicionamento dos jogadores, principalmente em lances de bola parada, tanto em jogadas defensivas quanto ofensivas. A equipe treinou com: Deola; Márcio Araújo, Danilo, Maurício Ramos e Gabriel Silva; Edinho, Tinga, Marcos Assunção, Lincoln e Luan; Kléber.

Durante a atividade, o time reserva não jogou muito fechado - o Goiás deve ser ofensivo, pois precisa da vitória para se classificar. O resultado foi que os titulares tiveram momentos de contra-ataque, mas não souberam aproveitar. Na defesa, destaque para Deola. Luan também foi bem, incansável na marcação pelo setor esquerdo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.