Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Felipão repete que missão do Cruzeiro é fugir da Série C: 'É o que vamos fazer'

Empate sem gols com o Cuiabá, nesta terça-feira, praticamente acabou com as chances de acesso à Série A

Redação, Estadão Conteúdo

30 de dezembro de 2020 | 10h00

O empate sem gols contra o Cuiabá, na terça-feira, em Belo Horizonte, praticamente acabou com as chances de acesso do Cruzeiro à Série A do Campeonato Brasileiro. Agora é preciso vencer as seis partidas que restam e torcer por uma combinação de resultados, mas para o técnico Luiz Felipe Scolari a missão do time é outra na competição: fugir do rebaixamento à Série C, como foi dito por ele quando foi contratado em outubro.

"O que eu vim fazer e o que vamos fazer é tirar o Cruzeiro da Série C. O Cruzeiro tinha 13 pontos, era o 19.º. Estávamos com oito ou nove rodadas na (zona de rebaixamento para a) Série C e agora não está. Ganhando três ou quatro pontos, estará na B. Agora, isso tudo foi montado no início do ano e não tenho como discutir como pensaram. Eu tenho que pensar na equipe que nós assumimos", afirmou Felipão.

O treinador fez questão de ressaltar que não se evita uma queda à terceira divisão nacional apenas com a camisa do Cruzeiro e títulos na história. Muito menos com a base de garotos. Com a chegada dele, os experientes atacantes Rafael Sobis e William Pottker foram contratados.

"Quando assumimos, fizemos os pontos necessários para sair da Série C. E não sai da Série C só com camisa, sai com jogadores. Não sai só com meninos, sai com jogadores mais rodados e tudo isso temos que estudar para o ano que vem. E pronto", resumiu.

Com Felipão, o Cruzeiro melhorou na Série B. Engatou uma invencibilidade de sete rodadas, se afastou da zona de rebaixamento e até chegou perto da zona de acesso. Mas o time teve uma queda brusca de rendimento e venceu apenas um dos últimos cinco jogos. Perguntado sobre o motivo da queda, não teve resposta: "Não tenho como explicar", disse.

O próximo jogo, pela 33.ª rodada, é contra o Sampaio Corrêa, que briga pelo acesso. O duelo será no dia 8 de janeiro, no estádio Castelão, em São Luis, no Maranhão. O elenco do Cruzeiro ganhará três dias de folga nesta semana. O descanso começou nesta quarta-feira e vai até sexta. Os jogadores se reapresentarão na Toca da Raposa, em Belo Horizonte, às 16 horas de sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.