Robson Fernandjes/AE - 19/5/2011
Robson Fernandjes/AE - 19/5/2011

Felipão se nega a falar sobre polêmicas de vazamentos de informação

Treinador alviverde adotou um discurso radical e disse que não vai mais falar de jogador no clube

DANIEL AKSTEIN BATISTA, O Estado de S.Paulo

20 de maio de 2011 | 16h38

SÃO PAULO - Irritado com os recentes vazamentos de informações internas para a imprensa que estão deixando o ambiente pesado dentro do Palmeiras, o técnico Luiz Felipe Scolari concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira, na qual se negou a voltar a tocar em assuntos que possam causar novas polêmicas dentro do clube.

"Não falo mais sobre jogador aqui no Palmeiras. A gente fala uma coisa e ficam sabendo a 30 quilômetros de distância", afirmou Scolari, que admitiu que a sua relação de trabalho é diferente da de quando ele iniciou a sua segunda passagem como treinador do clube.

"Eu tinha uma ideia quando cheguei, fui trabalhando e vendo situações que só ocorrem aqui no Palmeiras. Aí eu cheguei a esse ponto e não tenho mais o envolvimento que eu queria no início. A minha preocupação agora é só com os jogadores em campo", enfatizou o comandante, deixando claro que só irá falar agora sobre assuntos como a escalação do seu time antes dos confrontos.

Ao ser questionado o fato de ter sido punido com seis jogos de suspensão por causa das declarações bombásticas que deu contra o árbitro Paulo César de Oliveira após a eliminação diante do Corinthians, na semifinal do Campeonato Paulista, o técnico retrucou: "Não falo sobre isso, isso é com o jurídico (do clube). Eu fico com dor de barriga, mas não vou expressar o que eu penso".

Já ao comentar sobre as perspectivas do time para o Campeonato Brasileiro, no qual a equipe estreia neste domingo, o treinador mostrou um discurso otimista. "O time não precisa de muitas mudanças. Nós somos equilibrados taticamente e assim podemos aspirar chegar nos primeiros lugares do campeonato. A maioria dor jogos nós tivemos desfalques e não vamos nos esconder atrás destes reforços para dar como desculpa que jogamos mal caso a gente perca", destacou o treinador.

No treino desta sexta, o comandante escalou Paulo Henrique como titular da lateral direita. Ele fará sua estreia na equipe pelo fato de Cicinho estar lesionado, enquanto Gabriel Silva ocupará um lugar na ala esquerda, pois Rivaldo também está machucado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.