Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Felipão se recusa a comentar lesão de Valdívia

Treinador tenta evitar polêmica no Pacaembu; chileno deixou o campo nos primeiros minutos com dores na coxa esquerda

AE, Agência Estado

11 de novembro de 2010 | 00h44

O meia Valdívia voltou a virar motivo de preocupação para a torcida do Palmeiras nesta quarta-feira, após deixar o gramado do Pacaembu no início do jogo, com dores na coxa esquerda. O chileno foi substituído nos primeiros minutos, repetindo a cena do jogo da ida contra o Atlético Mineiro, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana.

Veja também:

linkPalmeiras rumo à Libertadores

Ao final da partida, o técnico Luiz Felipe Scolari voltou a mostrar contrariedade com o assunto e se negou a comentar a situação do meia. Felipão disse apenas que a condição física do chileno é assunto interno e que conversará com os médicos do clube, responsáveis pela liberação do atleta para o jogo desta quarta.

Em relação à partida, o treinador admitiu as dificuldades encontradas pelo time, diante dos reservas do Atlético, mas disse ter ficado satisfeito com o desempenho dos seus jogadores. "Tivemos grandes dificuldades. O Atlético era um franco-atirador, porque para eles neste momento o mais importante é o Campeonato Brasileiro. Mas o posicionamento [do Palmeiras] foi razoavelmente bom. Tivemos as oportunidades e fizemos os gols necessários", avaliou.

Com a vaga garantida na semifinal, Felipão revelou confiança na busca pelo título inédito. "O Palmeiras tem equipe para chegar muito bem na Sul-Americana, desde que mantenha o foco e que não perca alguns dos seus principais jogadores em outras competições, como o Brasileiro. Estamos no caminho certo", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.