Felipão vê partida 'perfeita' de Neymar contra Itália

O técnico Luiz Felipe Scolari saiu satisfeito com o desempenho da seleção brasileira no empate em 2 a 2 com a Itália, nesta quinta-feira, em Genebra, no segunda partida sobre seu comando. O treinador mostrou-se especialmente feliz com a atuação de Neymar, que não marcou nenhum gol, mas foi bastante participativo no jogo.

ALMIR LEITE, Agência Estado

21 de março de 2013 | 20h04

"O sistema que usamos foi bastante semelhante ao que o Muricy usa no Santos. Ele se posicionou como um segundo atacante e foi perfeito. Teve a função de dificultar a saída de bola do Pirlo e fez o que a gente pediu. Está preocupado em ser útil à seleção brasileira", elogiou Felipão.

O treinador considera que a equipe evoluiu com relação à reestreia dele no comando da seleção, numa derrota para a Inglaterra, em fevereiro. Ele viu muito mais virtudes do que defeitos e disse que vai manter o esquema tático na partida contra a Rússia, segunda-feira, em Londres.

"Para mim, houve muito mais evolução do que qualquer outra coisa. É o segundo jogo, a implantação de uma forma de jogar", disse Felipão. "Gostei da equipe em todos os aspectos, da maneira como se comportou." Contra a Rússia, o treinador fará no máximo três alterações na equipe em relação à que iniciou diante da Itália. Uma delas é a entrada de Thiago Silva no lugar de Dante.

Mas o treinador não garante a volta de Kaká ao time titular. "Não sei, vou pensar ainda", disse. Scolari gostou da atuação da dupla de volantes, formada por Fernando e Hernanes: "O Brasil ganhou dois grandes jogadores para o futuro", disse, após lembrar que o gremista estava estreando na seleção e o jogador da Lazio voltava depois de muito tempo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolseleção brasileiraFelipão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.