Bruno Domingos/Mowa Press
Bruno Domingos/Mowa Press

Felipão viaja às pressas para Porto Alegre por causa de morte na família

Treinador acompanhará velório e enterro do cunhado, mas retorna a Teresópolis ainda nesta terça

Robson Morelli, enviado especial, O Estado de S. Paulo

27 de maio de 2014 | 10h46

Atualizado às 18h46

TERESÓPOLIS - A seleção brasileira já está concentrada na Granja Comary em preparação para a Copa do Mundo. Porém, está sem treinador. Nesta terça-feira, o técnico Luiz Felipe Scolari teve que fazer uma viagem às pressas por causa do falecimento de um parente.

Natural de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, Felipão possui a família praticamente toda radicada no sul do País e, por causa da morte de seu cunhado, casado com sua irmã, teve que voltar para sua terra natal para acompanhar o velório e o enterro do familiar.

O treinador recebeu a notícia na noite da segunda-feira, enquanto jantava. Relatos dão conta que ele ficou muito abalado e decidiu se dirigir ao Rio de Janeiro durante a noite para, logo na manhã de terça-feira, ir para o sul do Brasil. De acordo com a assessoria de imprensa da CBF, Luiz Felipe Scolari retorna para a cidade de Teresópolis ainda na noite da terça-feira para comandar a sequência de treinos da seleção brasileira.

Apesar da ausência do comandante, os trabalhos ocorrem normalmente na Granja Comary. No período da manhã, os goleiros Julio Cesar, Jefferson e Victor foram os primeiros treinar no gramado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.