Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Felipão volta a fechar treino, e escalação do Palmeiras é incógnita

Única certeza para a partida de segunda, contra o Bragantino, é a ausência de Deyverson, suspenso

Redação, O Estado de S. Paulo

09 de fevereiro de 2019 | 16h18

Como virou costume no Palmeiras desde o retorno de Luiz Felipe Scolari, o time realizou treino fechado neste sábado, quando o treinador encaminhou a provável formação titular para o jogo de segunda-feira, contra o Bragantino, às 20h, no Pacaembu, pela sexta rodada do Campeonato Paulista.

Ao fim da atividade realizada pela manhã, na Academia de Futebol, o clube não detalhou muitas informações sobre a atividade. Para a partida, a única certeza é de que Felipão não vai poder contar com o atacante Deyverson, que terá de cumprir suspensão automática após ser expulso no clássico com o Corinthians, no fim de semana passado. O Palmeiras foi derrotado por 1 a 0, no Allianz Parque.

Outra baixa certa é a do atacante Willian Bigode, que segue em tratamento de uma cirurgia no joelho. A expectativa é de que ele volte aos gramados somente no segundo semestre do ano.

Já o reforço Ricardo Goulart, que também passou por procedimento cirúrgico recentemente, participou normalmente no treino técnico com bola, ao lado dos companheiros. Apresentado na quarta-feira, ele ainda não tem data certa para fazer a sua estreia.

Uma provável escalação do Palmeiras para o jogo de segunda-feira é: Weverton (Fernando Prass); Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; Carlos Eduardo (Felipe Pires), Dudu e Borja.

Atual vice-campeão estadual, o Palmeiras lidera o Grupo B, com 10 pontos. O Novorizontino vem na sequência na chave, com oito, contra sete do Guarani e três do São Bento.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.