Daniel Augusto Jr/ Divulgação
Daniel Augusto Jr/ Divulgação

Felipe admite ansiedade com reta final do Campeonato Brasileiro

Zagueiro do Corinthians vê título próximo, mas pede cautela

O Estado de S.Paulo

27 de outubro de 2015 | 16h51

Restando seis rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro e com o Corinthians oito pontos à frente do Atlético-MG, os jogadores admitem que o desafio da equipe é controlar a ansiedade. Com o título cada vez mais perto, eles não querem que o rendimento da equipe seja prejudicado pelo nervosismo ou excesso de confiança. Domingo, Corinthians e Atlético-MG se enfrentam em Belo Horizonte e a partida é considera a “decisão” do campeonato.

"Sabemos que estamos próximos. Isso dá ansiedade. Contra o Flamengo, estávamos ansiosos no primeiro tempo. No segundo, tentamos arrumar. Não tem como. Estamos com uma vantagem muito boa, mas é controlar isso e ir até o fim”, disse o zagueiro Felipe nesta terça-feira.

Mesmo com a vantagem de oito pontos para o segundo colocado, o zagueiro faz questão de ressaltar que é preciso ter cautela. “Mesmo se ganharmos do Atlético-MG, não tem nada ganho. Só na hora que acabar tudo poderemos comemorar", disse.

O zagueiro forma, ao lado de Gil, a defesa menos vazada do Brasileiro. Em 32 jogos, a equipe sofreu apenas 25 gols. Felipe vive a melhor fase da carreira e admite que tem recebido sondagens do mercado europeu.

“Pelo o que estou jogando, estão aparecendo sondagens. Mas deixo de lado, não procuro focar nisso, estamos na reta final do campeonato. Entro em campo com a cabeça vazia e boa para terminar o ano. Deixo para meu empresário e a diretoria resolveram”, disse Felipe, que em maio renovou o seu contrato até o fim de 2018.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.