Felipe desiste de recorrer ao STJD

Com medo de ter sua pena aumentada, o meia Felipe solicitou hoje a diretoria do Fluminense que desistisse de entrar com recurso e com o pedido de efeito suspensivo no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A decisão do jogador foi motivada porque, em conversas reservadas, os auditores do tribunal deixaram transparecer a intenção de agravar a suspensão, de 180 dias, caso os advogados do clube recorressem da sentença. Mesmo discordando de Felipe, a diretoria do Fluminense atendeu a seu pedido e, na segunda-feira, vai decidir se rescinde ou não o contrato do jogador, que recebe cerca de R$ 200 mil mensais. O meia foi punido por 180 dias pela 2.ª Comissão Disciplinar do STJD, na terça-feira, por ter agredido o volante Marcos Mendes, do Campinense, em jogo pela Copa do Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.