Felipe e Pedrinho são demitidos do Tigres; René Simões deixa o Macaé

Rodada do Carioca é marcada por demissões

Estadão Conteúdo

12 Fevereiro 2017 | 17h30

A rodada de final de semana do Campeonato Carioca não foi boa para dois treinadores. O ex-meia Felipe, ao lado do seu auxiliar Pedrinho, ex-jogadores que iniciaram nesta temporada a carreira no comando técnico, não resistiram à goleada do Tigres diante da Cabofriense por 4 a 0 e foram demitidos.

Outro que também perdeu o emprego na noite de sábado foi o experiente René Simões, de 64 anos. Ao somar a quarta derrota consecutiva nos 2 a 0 diante do Boavista, ele foi mandado embora do Macaé.

René havia sido contratado em dezembro do ano passado, após ficar um ano parado. O treinador chegou a comentar que tinha pensado em se aposentar, mas aceitou o convite do clube carioca. O treinador coleciona passagens por inúmeros clubes do Brasil e do exterior.

No Rio, também chegou a treinar o Fluminense e o Botafogo. Seu principal feito na carreira foi a conquista da medalha de prata com a seleção brasileira feminina nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004. Renê também comandou as seleções masculinas da Jamaica, Honduras e Costa Rica.

Já Felipe e Pedrinho caíram após dois jogos disputados. Na estreia, o Tigres empatou em 2 a 2 com o Campos e no sábado foi goleado pela Cabofriense. Os dois emitiram uma nota para confirmar a saída. "Felipe e Pedrinho agradecem ao Tigres do Brasil pela oportunidade e convívio durante os últimos meses e desejam toda a sorte ao clube na sequência de sua temporada", ressaltaram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.