Felipe falha, mas Corinthians reage e empata com Lusa

Mesmo terminando com um homem a mais, o Corinthians mostrou que ainda falta entrosamento na equipe que deverá disputar boa parte do Campeonato Paulista e ficou apenas no empate por 1 a 1 com a Portuguesa, neste sábado, no Canindé. O goleiro Felipe foi o vilão corintiano ao falhar feio no gol da Lusa, ainda no primeiro tempo.

TERCIO DAVID, Agencia Estado

13 de fevereiro de 2010 | 18h47

O resultado não foi bom para o Corinthians, que chegou a 15 pontos, e pode perder o quarto lugar para Ponte Preta ou Palmeiras, que ainda jogam neste sábado.

A Portuguesa, que venceu seus dois primeiros jogos no Paulistão, não ganha desde então. Já são seis partidas sem triunfos na competição. A Lusa tem nove pontos e está na zona intermediária da tabela.

O confronto do Canindé começou com Felipe falhando e prejudicando o Corinthians logo aos 12 minutos. Marco Antônio levantou na área para tentativa do cabeceio de Domingos. A bola quicou no gramado e foi nas mãos do goleiro corintiano. O camisa 1 se atrapalhou no lance e deixou a bola escapar para dentro do gol.

A Portuguesa soube manter o domínio do jogo, apesar de o Corinthians ter mais posse de bola. Apesar de contar com os baixinhos Jorge Henrique e Iarley no ataque, o time corintiano insistiu muito nos cruzamentos, o jogo todo.

No segundo tempo, Felipe ainda se recuperou da falha com duas grandes defesas seguidas, em uma cobrança de falta de Paulo Sérgio e em um desvio perigoso do ex-corintiano Héverton, na pequena área, após escanteio.

Mesmo não tendo o mesmo entrosamento da Portuguesa, o Corinthians conseguiu empatar, contando também com uma falha da zaga da Lusa. Após cruzamento de Tcheco na área, Souza ajeitou de peito para a chegada de Elias. Preto Costa, atrasado no lance, tentou afastar e chutou a bola em cima de Domingos. A sobra ficou com o mesmo Elias, que ficou à vontade para bater na saída de Fábio.

Mais tarde, Domingos acabou sendo expulso após dar um carrinho por trás no tornozelo de Souza. O ex-jogador do Santos saiu de campo vaiado pela torcida e reclamando da arbitragem.

Mesmo com um homem a mais nos 10 minutos finais, o Corinthians, mostrando um pouco de desorganização, não conseguiu ser constante na pressão. Como havia feito o jogo todo, o time seguiu insistindo nas bolas aéreas.

No finalzinho da partida, o goleiro Fábio garantiu o empate ao espalmar uma cabeçada quase certeira de Jucilei, após cruzamento de Jorge Henrique. A bola ainda bateu na trave antes de a zaga afastar o perigo.

"Poxa, vi o gol naquele lance", explicou Jucilei, na saída do gramado. "Já estava saindo para comemorar, mas não deu. O Fábio foi bem no lance e, depois que a bola bateu na trave, não deu para completar", lamentou.

Ficha técnica:

Portuguesa 1 x 1 Corinthians

Portuguesa - Fábio; Paulo Sérgio, Domingos, Preto Costa e Fabrício; Marcos Paulo, Marco Antônio, Athirson (Gláuber) e Héverton (Jaime); Luís Carlos (Jean Natal) e Luís Ricardo. Técnico: Vágner Benazzi.

Corinthians - Felipe; Alessandro, Leandro Castan, William e Roberto Carlos (Paulo André); Ralf, Elias, Tcheco e Edno (Souza); Jorge Henrique e Iarley (Jucilei). Técnico: Mano Menezes.

Gols: Marco Antonio, aos 12 minutos do primeiro tempo; Elias, aos 16 minutos do segundo tempo.

Árbitro: Flavio Rodrigues Guerra.

Cartões amarelos: Paulo Sérgio, Marco Antônio e Héverton (Portuguesa); Alessandro, Paulo André e Jucilei (Corinthians).

Cartão vermelho: Domingos (Portuguesa).

Renda e público: não disponíveis.

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.