Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Felipe leva frango e Corinthians perde a primeira na Série B

Alvinegro paulista desperdiça várias chances de gol e cai diante do Bahia por 1 a 0 no Estádio do Pacaembu

André Rigue, estadao.com.br

19 de julho de 2008 | 18h08

Após provocar os jogadores do Bahia, o goleiro Felipe tomou um frango neste sábado e viu o Corinthians sofrer a primeira derrota no Campeonato Brasileiro da Série B. No Pacaembu, o alvinegro paulista foi batido por 1 a 0, pela 12.ª rodada. Mesmo assim, o time continua na primeira posição, com 27 pontos.   Veja também:  Resultados e classificação da Série B   Rogério: 'Dá nojo falar o nome do goleiro do Corinthians'  Mano diz que Felipe não é criança para levar bronca   Até o jogo deste sábado, o Corinthians tinha oito vitórias e três empates, além de um aproveitamento de 100% como mandante. De quebra, o alvinegro ainda viu um amargo tabu ser mantido. O time de Parque São Jorge não vence os baianos desde 1997 - as equipes não se enfrentavam desde 2003.   O técnico Mano Menezes teve problemas para escalar o Corinthians neste sábado. Chicão e Dentinho, suspensos, e Alessandro e Nilton, machucados, ficaram fora. Douglas começou no banco - o único retorno foi o de Fabinho, recuperado de uma conjuntivite. A equipe baiana, comandada pelo treinador Arturzinho, também iniciou com vários desfalques - 10 no total.   Com o Pacaembu lotado, o Corinthians começou melhor a partida e criou a primeira chance de gol. Logo aos 5 minutos, Eduardo Ramos fez boa jogada e cruzou pela direta. O meia Lulinha entrou na área e tentou bater de primeira. A zaga do Bahia travou e a bola passou sobre a meta de Darci.   A impressão no Pacaembu era que o Corinthians fosse abrir o placar, o que não se concretizou. Aos 9 minutos, Elias cobrou falta da intermediária para o Bahia. Felipe, estabanado, achou que o jogador cruzaria e se posicionou mal. O goleiro corintiano ainda deu um tapa na bola, mas acabou engolindo um frango.   Após a falha, Felipe, que jogou com a nova camisa amarela, pediu desculpas para os companheiros. Ao longo da semana, o jogador provocou o Bahia ao dizer que "gostaria de ver o time baiano na Série D. Quando mais o Bahia se afundasse, melhor seria", - Felipe chegou a ser repreendido por Mano Menezes na sexta.   Mesmo em desvantagem, o Corinthians continuou melhor e quase empatou a partida aos 27 minutos. André Santos cruzou, o zagueiro Fábio Ferreira cabeceou e mandou à esquerda de Darci. Também de cabeça, aos 31, William deu um grande susto no Bahia - a bola tirou tinta do travessão.   A chance mais clara do Corinthians na primeira etapa surgiu aos 37 minutos, quando Lulinha invadiu a área, tirou Darci da jogada e chutou na trave. Aos 46, o meia ainda deu ótimo passe para Acosta, que também driblou o goleiro e acertou o travessão - a bola  Corinthians 0 Felipe; Dênis    , Fábio Ferreira, William e André Santos; Fabinho (Careca), Eduardo Ramos (Wellington Saci), Elias e Lulinha (Douglas); Acosta e Herrera Técnico: Mano Menezes  Bahia 1 Darci; Rogério, Marcone    , Padovani    ; Fábio (Diogo), Luciano Totó    , Rafael (Douglas), Elias     e Adílson; Galvão e Jones (Paulo Roberto) Técnico: Arturzinho Gols: Elias, aos 9 minutos do primeiro tempo;Árbitro: Willian Marcelo Souza Nery (RJ)Público: 36.448 totalEstádio: Pacaembu, em São Paulo (SP)não queria entrar no gol do Bahia.   NEM COM DOUGLAS Mano não pretendia utilizar o meia Douglas no jogo. Mas o treinador mudou de opinião no intervalo e escalou o jogador na vaga de Lulinha. O Corinthians continuou com o mesmo ritmo do primeiro tempo, criando boas chances. Aos 8 minutos da etapa final, Herrera levantou a torcida ao bater forte para a defesa de Darci.   Mas para a tristeza dos mais de 36 mil corintianos, o time não estava com a pontaria em dia. A grande chance para empatar no segundo tempo surgiu aos 28 minutos, quando a bola sobrou nos pés de Fábio Ferreira, após confusão na área do Bahia. Sem goleiro, o zagueiro bateu cruzado e mandou para fora.   O uruguaio Acosta ainda desperdiçou uma boa oportunidade aos 44 minutos, ao chutar na pequena área para a defesa de Darci. Desta forma, o Corinthians não teve forças para reagir e perdeu a invencibilidade após 11 partidas. Agora, o time tentará a recuperação na próxima terça-feira, diante do Ceará, no Castelão, às 20h30.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansBahiaBrasileirão Série B

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.