Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Felipe Melo admite ter mudado de postura: 'Estou falando menos'

Volante do Palmeiras afirma ter recebido conselhos para evitar polêmicas, como as vividas na temporada passada

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

07 de fevereiro de 2018 | 17h00

O volante Felipe Melo, do Palmeiras, concedeu nesta quarta-feira a primeira entrevista coletiva do ano e ao contrário do esperado, não deu declarações polêmicas, mas sim fez várias autocríticas. Em alta no time e titular absoluto do técnico Roger Machado, o jogador afirmou viver momento diferente justamente por ter escolhido falar menos e se preservar de polêmicas.

+ Moisés conta ter deixado camisa 10 para Lucas Lima

+ Roger inverte escolhas de Cuca e promove renegados

"Eu estou falando menos, é óbvio. A experiência vem, passou o ano e revi tudo aquilo que fiz de errado. Dentro de campo é o mesmo início do ano passado. O que mudou é que estou falando menos, mais tranquilo", afirmou o jogador, que apesar do momento mais calmo, nega ter mudado de personalidade. "Às vezes você continua sendo autêntico, mas só deixa de falar uma coisa ou outra", disse.

A boa fase de Felipe Melo em 2018 tem respaldo nos números. Com 18 desarmes, o jogador é líder no fundamento entre todos os participantes do Campeonato Paulista. Além disso, ele tem se destacado no auxílio às jogadas ofensivas, principalmente com lançamentos longos. Um deles, por exemplo, serviu como assistência para um gol marcado por Dudu na vitória por 2 a 0 sobre o Bragantino.

A figura de jogador polêmico foi cativada logo na apresentação no Palmeiras, em janeiro de 2017, quando Felipe Melo disse que se fosse necessário, brigaria bastante pelo time e daria tapa na cara de uruguaios. A declaração causou incômodo no país vizinho e acentou o clima de rivalidade com o Peñarol durante as duas partidas pela fase de grupos da Copa Libertadores.

Felipe Melo admite ter mudado de postura em 2018 principalmente pelas conversas com a família. "Converso todos os dias com a minha esposa sobre o que fazer, o que melhorar. Tem comentários de um filho ou outro, pai e mãe. Nada melhor do que pessoas da sua confiança para te dar um toque", afirmou o volante.

No ano passado o jogador teve problemas com o então técnico, Cuca, e quase deixou o Palmeiras. Os dois discutiram após a eliminação diante do Cruzeiro, pelas quartas de final da Copa do Brasil, e o volante acabou afastado do elenco. Durante um mês Felipe Melo treinou separado do elenco e chegou a acionar a Justiça para alegar assédio moral. O imbróglio terminou com a reintegração dele ao time, no começo de setembro.

O incidente não alterou a identificação dele com o torcedor. Muito querido pelos palmeirenses, Felipe Melo ressaltou o plano de se aposentar no clube. "Minha ideia é ficar no Palmeiras, ganahr vários títulos e quem sabe encerrar a minha carreira aqui, com uma festa legal", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.