Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Felipe Melo diz que é perseguido pelos árbitros e pede ajuda da imprensa

'Como vou mostrar para o cara o que ele fez comigo e ainda tomo amarelo?', protestou o volante

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2019 | 22h11

O volante Felipe Melo, do Palmeiras, fez novamente um desabafo sincero na noite deste sábado para reclamar da arbitragem. Depois da vitória por 4 a 0 sobre o Santos, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro, o jogador lamentou ter recebido um cartão amarelo e ficar suspenso para a próxima partida e diz que só foi advertido, por estar marcado e ser perseguido pelos árbitros.

Na saída de campo, o jogador explicou que recebeu o cartão depois de ter sofrido um pisão na mão de Jean Mota. Como reação, Felipe Melo foi mostrar para o santista que estava com o mão machucada e logo depois, levou o cartão. "Está muito 'mimimi' o futebol, está chato demais. A gente não pode nem falar mais", criticou. "Como vou mostrar para o cara o que ele fez comigo e ainda tomo amarelo?", comentou.

Com o terceiro cartão amarelo, Felipe Melo terá de cumprir suspensão automática no próximo sábado, contra o Botafogo, em Brasília. O jogador afirmou que por estar perto de completar 36 anos, precisa evitar que cartões e suspensões atrapalhem o seu ritmo de jogo. "Isso vai me tirar do próximo jogo. Preciso de regularidade, um jogador da minha idade precisa estar jogando sempre. Eu quero que vocês da imprensa me ajudem nisso", disse.

A entrevista de Felipe Melo foi interrompida pelo técnico do time, Luiz Felipe Scolari, que pediu para o jogador se dirigir ao vestiário. Suspenso da próxima partida, a tendência é o volante ser substituído por Thiago Santos no encontro com o Botafogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.