Alex Silva / Estadão
Alex Silva / Estadão

Felipe Melo isenta Luxemburgo de culpa por derrotas e pede 'vergonha na cara'

Zagueiro pede que repórteres perguntem ao treinador sobre baixa produção ofensiva do Palmeiras

Redação, Estadão Conteúdo

10 de outubro de 2020 | 22h11

O zagueiro Felipe Melo não economizou nas palavras após a segunda derrota seguida do Palmeiras no Campeonato Brasileiro. O jogador não gostou nada da apresentação na derrota deste sábado para o São Paulo, no Allianz Parque, e cobrou todo o time.

"Confesso que venho de duas noites sem sono (sem dormir). É preciso vergonha na cara. Temos de saber que jogamos num clube que passa o ano todo disputando título", desabafou, inconformado pelo fraco desempenho deste sábado. "Agora temos de buscar recuperação diante do Coritiba."

O defensor já vinha com a cabeça quente após o Palmeiras levar 2 a 1 do Botafogo, no meio de semana. E explodiu de vez com os 2 a 0 para o São Paulo.

Pela primeira vez no Brasileirão o Palmeiras passou um jogo sem marcar um gol. Felipe Melo desconversou sobre a baixa produtividade ofensiva, disse que isso é "assunto para o técnico", mas não vê em Vanderlei Luxemburgo a "culpa" para a sequência ruim.

"A gente está no primeiro turno e nem tudo é de se jogar fora. Também temos a Libertadores, na qual brigaremos pela liderança geral", listou, antes de nova cutucada em todo o grupo.

"Mas temos de repensar e melhorar, não adianta jogar a culpa no treinador. Ele não joga, não entra em campo. A culpa é nossa", seguiu. "Vou para casa e repensar o que tenho de melhorar. Óbvio que temos melhorar."

O Palmeiras enfrenta o Coritiba na quarta-feira, às 18 horas, novamente no Allianz Parque. Com problemas na zaga. Luan terminou o jogo andando em campo, com lesão muscular. Ele era o substituto de Gustavo Gomez, que está com a seleção paraguaia. E como Vitor Hugo foi negociado, o técnico pode improvisar no setor. Ou recorrer a um menino da base.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.