Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Felipe Melo promete comemorar vitória com vinho e 'sem vazar áudio'

Volante do Palmeiras faz brincadeira ao lembrar de polêmica envolvendo Cuca, ex-técnico do time

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

12 Novembro 2017 | 20h54

Uma das novidades do Palmeiras para enfrentar o Flamengo neste domingo, no Allianz Parque, o volante Felipe Melo comemorou a boa atuação, o retorno ao time titular e prometeu celebrar a vitória por 2 a 0 sobre o rival carioca bebendo vinho, mas sem exageros.

+ Michel Bastos vê cobrança no Palmeiras como algo positivo

"Se a gente vencer tudo vai ficar mais tranquilo para trabalhar. Hoje (domingo) vou poder tomar um vinhozinho, ou uma champagne, sem vazar áudio, né, que é o mais importante", disse, sorrindo, logo em seguida. 

O volante se refere a um áudio, em agosto, em que ele xingava o técnico Cuca e dizia que iria deixar o clube. No áudio, que ele enviou para um amigo e vazou, o atleta ainda dizia sobre a possibilidade de jogar no Flamengo. Após muita confusão com o assunto, ele pediu desculpas ao treinador, mas acabou sendo afastado e só voltou a ser relacionado para as partidas um tempo depois. 

Em relação ao momento vivido pelo Palmeiras, o volante diz entender a pressão pelo fato de o time não conseguir um título nesta temporada, mas ressalta que não pode considerar este 2017 como um ano ruim. 

"Nem tudo é para se jogar fora. Estamos brigando pelo G-4, brigando para continuar o mais alto possível na tabela. O campeonato não acabou, sabemos que é muito difícil o título, mas estamos brigando pelo G-4. Há alguns anos, ganhamos a Copa do Brasil e no ano passado fomos campeões brasileiros. Estamos consolidados no G-4. Tudo serve de aprendizado e, de repente, colocamos uma responsabilidade (sobre o próprio time) que talvez não deveríamos ter colocado", analisou.

Mais conteúdo sobre:
Felipe MeloPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.