Amanda Perobelli/ Reuters
Amanda Perobelli/ Reuters

Felipe Melo reclama de atraso de jogo provocado pelo Flamengo: "Baita sacanagem"

Imbróglio jurídico marcou momentos que antecederam o confronto

Redação, Estadão Conteúdo

27 de setembro de 2020 | 19h35

Felipe Melo serve de porta-voz do Palmeiras. Sempre que há uma polêmica, seja de arbitragem, em um lance confuso, em derrotas, lá está o zagueiro "dando a cara a tapa". Após a confusão que cercou todo o duelo entre Palmeiras e Flamengo, neste domingo, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, ele mais uma vez não se esquivou. E detonou o oponente.

O protocolo da CBF realmente aponta para equipes jogarem mesmo com infectados com a covid-19. Os clubes assinaram documento aceitando as regras. Apenas quem conta com somente 13 atletas disponíveis podem ter os seus jogos adiados.

O Flamengo relutou até o último minuto para entrar em campo e irritou o defensor palmeirense, que soltou o verbo. "Fizeram a gente ficar esperando, uma baita sacanagem com quem seguiu 100% o protocolo. É uma falta de respeito sem tamanho com o Palmeiras", disparou o defensor, ainda no intervalo, em entrevista à TV Globo, sobre os 22 minutos de atraso no confronto.

O Palmeiras aqueceu com mais de 30 minutos antes da hora do pontapé inicial: 16 horas. E entrou a campo também no horário. Por causa da demora do adversário, Felipe Melo alegou que a sua equipe foi prejudicada. "(A espera) Mexe com nossa cabeça. Não é um jogo normal, tem uma preparação diferente", disse.

Foi uma espécie de premonição realmente, já que o Palmeiras errou muito em campo e amargou o seu sétimo empate em 11 partidas no Brasileirão.

O time falhou na missão de seguir perto dos primeiros colocados - já são cinco pontos (24 a 19) de desvantagem para o líder Atlético-MG - e, para piorar, o técnico Vanderlei Luxemburgo ganhou desfalques importantes para enfrentar o Ceará no próximo fim de semana. Lucas Lima, Zé Rafael e Gabriel Menino levaram o terceiro cartão amarelo e cumprirão suspensão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.