Felipe Menezes diz que Valdivia é 'diferente' e não teme perder vaga

Com o retorno do chileno ao elenco do Palmeiras, o meia é o mais cotado para perder posição e voltar para o banco de reservas

DANIEL BATISTA, O Estado de S.Paulo

13 de agosto de 2014 | 15h13

Com o retorno do meia Valdivia ao time do Palmeiras, quem corre mais risco de perder vaga entre os titulares é Felipe Menezes. Apesar da ameaça, o jogador assegura que não se importa caso tenha de voltar para o banco de reservas, já que estará perdendo posição para um jogador diferenciado, que acaba de disputar uma Copa do Mundo.

"Não tem como ficar chateado (por perder a posição). Qualquer jogador que for escolhido para sair do time vai entender a situação. O Valdivia é diferente e vai nos ajudar muito", disse Felipe Menezes, que ficou fora de apenas dois dos oito jogos em que o Palmeiras foi comandado pelo técnico argentino Ricardo Gareca - contra o Santos, porque estava machucado, e diante da Fiorentina, quando foi poupado.

Em sua avaliação, Felipe Menezes acredita que passa por um bom momento com a camisa do Palmeiras, mas entende que o fato de o time estar sem vencer no Campeonato Brasileiro há oito rodadas pode interferir na análise de seu desempenho. O Palmeiras ocupa as posições debaixo da tabela do Brasileirão, com 14 pontos. "Claro que sempre podemos crescer. Com resultados ruins, a análise fica deturpada, mas, na medida do possível, eu tenho tentado fazer o melhor. Agora os resultados não estão vindo e, por isso, é natural a crítica", explica o meia.

O Palmeiras volta a campo domingo, para enfrentar o São Paulo, às 16 horas, no Pacaembu. Além do provável retorno de Valdivia, após negociação frustrada com o mundo árabe, quem pode estrear é o atacante argentino Jonatan Cristaldo, que aguarda apenas sua regularização na CBF para ser confirmado no clássico.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasFelipe Menezes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.