Reprodução
Reprodução

Felipe Neto vê Botafogo no rumo da falência com saída de idealizador da S/A

Youtuber desabafa após derrota para o Cuiabá por 1 a 0 na Copa do Brasil e vê situação financeira do clube carioca extremamente preocupante

Redação, Estadão Conteúdo

28 de outubro de 2020 | 09h00

O youtuber e torcedor botafoguense Felipe Neto fez um desabafo na sequência da derrota da equipe por 1 a 0 para o Cuiabá, terça-feira, no Engenhão, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Em sua publicação, ele lamentou a saída do empresário Laécio Paiva do projeto de transformação do clube em S/A, afirmando que a transformação do time em empresa está em rumo diferente do idealizado. "O Botafogo caminha para a, agora, inevitável falência e ninguém mais vê saída", escreveu em seu perfil no Twitter.

De acordo com Felipe Neto, Laércio Paiva foi o idealizador do projeto de transformação do Botafogo em S/A, com os irmãos Moreira Salles sendo os responsáveis pela contratação de uma consultoria para avaliação dessa possibilidade para o clube do Rio.

Laércio Paiva era o líder do plano de negócios da Botafogo S/A, mas deixou o projeto nos últimos dias. O clube, inclusive, revelou recentemente que a falta de recursos impede a conclusão do processo no curto prazo. "A saída do Laércio é o fim do projeto da S/A. A menos que ele volte, esse projeto não acontecerá. Ou até pode vir a acontecer, mas totalmente esfrangalhado", disse Felipe Neto.

Em seu relato sobre o momento do Botafogo, o influenciador digital afirma sua intenção de injetar R$ 3 milhões no projeto, como um dos colaboradores para a captação de R$ 250 milhões, dinheiro que seria utilizado para sanar as dívidas do clube, estimada na casa dos R$ 800 milhões. Porém, teria ocorrido uma mudança no planejamento, com a decisão de repassar os recursos para o departamento de futebol, o que o levou a desistir de realizar o repasse.

"O comitê havia mudado o projeto na marra (opinião), pra mim isso não resta a menor dúvida. Ele foi vencido. Com o projeto novo, não senti mais segurança. E não senti nenhuma confiança de que a turma que controla o Botafogo há décadas deixaria o clube de fato ser tocado por profissionais. Foi quando avisei que não mais seria investidor. Eu não poderia arriscar R$ 3 milhões dessa forma", disse.

Sem recursos financeiros para a quitação das dívidas e a transformação em S/A, o Botafogo pode buscar outras alternativas, já tendo sido aventada até a recuperação judicial como opção. Nenhuma decisão, porém, será tomada antes das eleições presidenciais de 24 de novembro. "Agora, a única saída que resta ao Botafogo é o projeto de recuperação judicial, que é uma lástima. Tão ruim que o Laércio não fará parte. O projeto é apenas adiar o inadiável. A falência completa do clube. Sem o projeto S/A, há 99,9% de certeza de que o Botafogo não irá sobreviver", escreveu o youtuber.

Mensagem publicada por Felipe Neto em sua página no Twitter

(foram 26 postagens. Por isso, o Estadão juntou todas, exatamente do que jeito que foi escrito pelo youtuber)

Em 2018-19, em situação caótica, surgiu um anjo no Botafogo. Um homem de SP que, mesmo sendo um P... gestor financeiro, nunca entrou pra fazer parte das corjas que comandaram o clube. Seu nome: Laercio Paiva. Ele montou o projeto S/A do zero, com o brilhantismo da sua mente. Naquela época, era cada bobajada q saía na imprensa esportiva... Serviu para eu ver como uma parte considerável das notícias de futebol são apenas orelhadas sem fonte. Inventaram q o projeto era da Ernst&Young e q tinha sido contratado pelos irmãos MS (Moreira Salles). Uma bobagem.

Os irmãos haviam sim contratado uma consultoria da E&Y, q no final não teve praticamente qualquer serventia. O projeto era criado e tocado pelo Laercio enquanto a t. orcida era informada q o clube "esperava a gigantesca consultoria paga pelos irmãos. O Laercio, inteligente pra cacete, até colocou a logo da E&Y no projeto, pra passar credibilidade aos investidores. Afinal, embora a consultoria não tenha mudado NADA no projeto da S/A, a empresa tem uma colossal credibilidade no mercado. Nessa época, fui procurado pelo Laercio, q me apresentou o projeto da S/A. Amigos, eu já criei muita empresa. Já vendi empresa, já fali, já fiz negócios internacionais, nacionais, já vi de tudo. Nunca eu vi algo tão lindo e promissor quanto o 1° projeto da S/A do Laercio.

O projeto era claro: juntar em torno de 250 milhões com investidores, usar para sanear as dívidas do clube (praticamente zerar a dívida com negociações à vista) e ainda sobraria recursos para investir no futebol. Criaria a gestão profissional. CEO, board, diretores, etc. O projeto era incrível, colocaria o clube em outro nível. Ainda por cima, o exit pros investidores era fácil: deixaria o clube em situação de ponta e ofereceria a gigantescos investidores internacionais.

Eu mesmo me dispus a injetar 3 milhões no projeto (não sou os MS). O Laercio, SOZINHO, conseguiu convencer tanta gente q a S/A parecia impossível de não sair. Juntou-se a ele o incrível advogado André Chame, meu amigo e profissional impressionante. Com os dois na tomada de decisões, não tinha como dar errado! Os irmãos veriam isso... O problema é q os irmãos se tornaram a maior novela da história centenária do Botafogo.

Eu não participei de nenhuma reunião com eles, mas ouvi relatos sobre inúmeras, de fontes diferentes. E a única coisa q eu posso dizer é: que inferno do cacete! Meses se passaram e o Laercio veio até a minha casa. Seu olhar era diferente. Aquela gana, aquele fascínio, tinha acabado. De repente eu descubro q o dinheiro agora seria usado diferente. Nada de sanar dívidas. Agora o foco seria investir pesado no futebol. Eu perguntei como aquilo era possível. O Laercio é um cara tão maravilhoso q ele chamou a responsabilidade pra ele, dizendo q confiava q era o melhor caminho. Mas não sou burro. O comitê havia mudado o projeto na marra, pra mim isso não resta a menor dúvida.

Ele foi vencido. Com o projeto novo, não senti mais segurança. E não senti nenhuma confiança de q a turma q controla o Botafogo há décadas deixaria o clube de fato ser tocado por profissionais. Foi qnd avisei q não mais seria investidor. Eu não poderia arriscar 3 milhões dessa forma. Contudo, o Laercio continuava, guerreiro, tentando viabilizar a S/A, junto do Chame. Os irmãos, porém, não queriam mergulhar de cabeça. O q é bizarro, visto q o valor q eles precisavam investir era basicamente "dinheiro de bala" pro patrimônio deles. No meio, o Botafogo quase foi pro brejo.

Os irmãos se aproximaram de 2 aproveitadores q convenceram q o melhor caminho era fechar com uma empresa intermediadora de investimento europeia. Essa empresa tinha sido ENXOTADA do time q tinha se associado. Foram dias de terror. Por fim, eu me afastei. Não via mais como aquilo ser resolvido. As últimas notícias q recebi foram q os irmãos tinham se recusado a colocar o montante necessário pra fechar o projeto e o Laercio não tinha mais como continuar. Hoje veio a notícia de q ele saiu. Uma observação: eu quero deixar mto claro q o lance do comitê ter mudado o projeto em relação às dividas é uma OPINIÃO minha. Eu não vi isso acontecer, apenas não imagino quem mais teria pressionado pra mudar o projeto de saneamento de dívidas para investimento em futebol. A saída do Laercio é o fim do projeto da S/A. A menos q ele volte, esse projeto não acontecerá. Ou até pode vir a acontecer, mas totalmente esfrangalhado. E agora o Botafogo está em situação de calamidade. Qlq um q diga o contrário, está mentindo. Não vou ver meu clube do coração acabar sem tentar td q eu posso pra expor o q tá acontecendo e, quem sabe, ajudar a chacoalhar a árvore. Já tem gente mto puta me xingando no wpp (WhatsApp, aplicativo de mensagens). 

Não posso fazer nada. Tudo q falei aqui ou foi FATO, ou opinião (deixei claro o q foi opinião). Agora, a única saída q resta ao Botafogo é o projeto de recuperação judicial, q é uma lástima. Tão ruim q o Laercio não fará parte. O projeto é apenas adiar o inadiável. A falência completa do clube. Sem o projeto S/A, há 99,9% de certeza de q o Botafogo não irá sobreviver. Por fim: NUNCA vou entender o fascínio dos irmãos em investir tudo q for preciso no CT, mas se recusarem a botar o q era realmente necessário pra S/A acontecer. Nunca. Absolutamente NUNCA! O clube tende a falir sem a S/A, mas é melhor investir no CT? NUNCA! Finalizo essa thread com duas súplicas: 1- Volta, Laercio! 2- Irmãos, ACORDEM CACETE! E uma observação: Quem acha q o Montenegro é o culpado, não sabe q o clube JÁ ESTARIA FALIDO se não fosse por ele. Não existiria Botafogo hoje se ele não existisse. Não é exagero."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.