Werther Santana/AE - 02/03/2010
Werther Santana/AE - 02/03/2010

Felipe volta ao Corinthians e Mattos treina na lateral

Longe dos gramados nos últimos três jogos, goleiro deve enfrentar o Racing do Uruguai, pela Libertadores

AE, Agência Estado

12 de abril de 2010 | 13h08

Depois de folgar no último domingo e ver pela televisão as semifinais do Campeonato Paulista, o Corinthians voltou aos treinos na manhã desta segunda-feira, no Parque São Jorge, com novidades visando a partida da próxima quarta-feira, contra o Racing, às 21h50, no Uruguai, pela Copa Libertadores da América.

Uma delas foi o fato de o goleiro Felipe ter treinado com bola após desfalcar o Corinthians nos últimos três jogos que a equipe disputou no Paulistão e também no duelo contra o Cerro Porteño, no Pacaembu, pela Libertadores, por estar se recuperando de uma lesão muscular na coxa direita.

Com isso, Felipe tem retorno praticamente assegurado ao gol corintiano na próxima quarta-feira. Já Rafael Santos, que substituiu o goleiro nos últimos confrontos, deverá voltar ao banco de reservas.

Outra novidade no treino desta segunda-feira foi a entrada do volante Marcelo Mattos na lateral direita da equipe. Ele foi utilizado na função porque Alessandro, que se recupera de uma lesão na coxa direita, e Moacir, ainda em processo de recuperação de uma contusão no tendão do pé esquerdo, apenas trabalharam fisicamente em separado.

Já o atacante Ronaldo, que ficou fora dos treinos realizados na sexta-feira e no sábado por causa de uma gripe, participou normalmente da atividade comandada pelo técnico Mano Menezes nesta segunda, formando dupla com Dentinho no setor ofensivo.

O treinador comandou um treino tático e formou a equipe titular corintiana com Felipe; Marcelo Mattos, Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Elias e Danilo; Dentinho e Ronaldo. Iarley entrou no lugar de Ralf durante a atividade e deve ficar como opção de banco no Uruguai.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.