Érico Leonan/ São Paulo FC
Érico Leonan/ São Paulo FC

Feliz com gol, Gilberto vê concorrência maior com chegada de Pratto

Atacante do São Paulo diz que argentino chega para somar: 'Tenho de trabalhar mais para mostrar minha qualidade'

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

10 Fevereiro 2017 | 00h06

A chegada do argentino Lucas Pratto no São Paulo deve mexer com os atacantes do São Paulo. Só que os dois jogadores que vêm sendo usados na posição, o também argentino Chavez e Gilberto, fizeram os três últimos gols da equipe. Contra o Audax, Chavez balançou as redes duas vezes. E, nesta quinta-feira, Gilberto fez o único gol diante do Moto Club, no Maranhão, pela Copa do Brasil.


Para o jogador, o gol mostra que ele pode brigar por uma posição na equipe. "Para mim foi um gol importante. O grupo merece e vou continuar trabalhando forte", disse o atacante, que abriu o marcador logo no primeiro minuto. Ele teve a chance de fazer outro gol, em uma jogada de Neilton, mas acabou mandando para fora com o gol praticamente vazio.


"Trabalhei forte no final do ano, conquistei o Rogério dentro de campo, e na pré-temporada vinha fazendo um bom trabalho. Estou feliz pelo gol e pela classificação", explicou o jogador, ciente de que a concorrência será enorme. "Ele está chegando para somar ao grupo, pelo que falaram é gente boa e eu tenho de trabalhar ainda mais para mostrar minha qualidade."

Apesar da vitória, o São Paulo desperdiçou boas chances de gol, o que já tinha acontecido contra o Audax, no último domingo, pelo Campeonato Paulista. Para Rodrigo Caio, o jogo no Maranhão não foi fácil. "Fizemos o gol, depois no segundo tempo começamos bem, mas aí demos uma cansada, o que é normal. O campo estava pesado, o time adversário é rápido e tivemos dificuldades, mas depois melhoramos", afirmou.


Para o jogador, faltou caprichar um pouco mais para matar o jogo e ampliar o marcador. Ao contrário do último domingo, quando iniciou a partida como volante, desta vez ele jogou na zaga. "Fico feliz em poder ajudar, independente da posição. Isso que me deixa contente e posso jogar onde for preciso", completou.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo FCfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.