Cesar Greco|Ag. Palmeiras
Cesar Greco|Ag. Palmeiras

Feliz no Palmeiras, Zé Roberto pode adiar aposentadoria

Jogador de 42 anos pode atuar por mais uma temporada

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

26 de julho de 2016 | 19h57

Zé Roberto não parece sentir o peso dos 42 anos de idade. Titular absoluto do Palmeiras, o jogador disse algumas vezes que pretendia aposentar no fim deste ano, mas nesta terça-feira admitiu que repensa a ideia e pode prolongar sua carreira por mais um período. Um dos motivos principais para a mudança se dá pela boa fase que vive na equipe e pela possibilidade de continuar atuando em alto nível.

“O que eu penso todos os dias e não posso mudar, independente se paro este ano ou jogo mais um ano, meu foco sempre foi na minha profissão. É uma questão (aposentadoria) que não consigo pensar agora. Você tem que viver o seu momento, e assim você vai fazer suas escolhas, eu quero viver o momento e na hora de fazer as escolhas vou fazer. Meu momento é continuar jogando, mantendo minha regularidade e focado no meu maior objetivo que é a conquista desta competição. Ano que vem tem muita coisa para acontecer, é outro ano, são novas coisas a serem repensadas”, disse o lateral e meia do time de Cuca.

 

O jogador admite que vive um ano especial, mas prefere não colocá-lo como o melhor de sua carreira. Focado, projeta o título do Brasileiro, algo inédito em sua carreira.

“Eu acho que a análise se minha temporada é melhor que a passada é sempre melhor falar no fim do campeonato, até porque tem muitos jogos a serem disputados. Até agora estou muito feliz pelo desempenho, mantendo a regularidade de um jogo após o outro. O Brasileiro é uma competição que eu gostaria muito, porque ainda não tenho. Cheguei mais próximo em 96, perdemos para o Grêmio na Portuguesa e ainda falta no meu currículo. Vou fazer de tudo para conquistar”, disse o jogador, que tem contrato com o Palmeiras até 31 de dezembro deste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.