Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Fenapaf questiona jogos do Brasileirão às 11h

Até a décima rodada, seis jogos estão marcados para o horário

Marcio Dolzan, Rio de Janeiro, O Estado de S.Paulo

16 de maio de 2017 | 07h00

A Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf) prometeu encaminhar um ofício à CBF questionando os jogos das 11h. Até a décima rodada, seis jogos estão marcados para o horário, sendo cinco deles no Rio de Janeiro.

No fim do ano passado, a Justiça do Trabalho do Rio Grande do Norte determinou que todos os jogos em território nacional no período entre 11h e 14h só poderão ocorrer se a temperatura das partidas for monitorada em tempo real e não extrapolar 28 graus WBGT (Temperatura Global de Bulbo Úmido, em tradução livre), uma medida que considera o efeito da temperatura, umidade e luz do sol sobre os jogadores.

No domingo, às 11h, a temperatura ambiente no Maracanã chegou a 30°C. A CBF, contudo, garante que a temperatura WBGT não chegou aos 25 graus e o jogo transcorreu sem nenhum risco aos jogadores. “A CBF continua tendo como motivação principal a preservação da integridade física dos atletas”, assegurou Jorge Pagura, presidente da Comissão Nacional de Médicos do Futebol.  

Mesmo assim, o presidente da Fenapaf, Felipe Augusto Leite, declarou que irá à CBF. “Jogo com sol das 11h da manhã pode fazer sentido em Curitiba, em Porto Alegre. Não no Rio.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.