Ferguson diz que Guardiola era seu preferido como sucessor no Manchester United

Alex Ferguson revelou que David Moyes, o homem eleito seu sucessor como técnico do Manchester United, era o sexto em uma lista de treinadores ideais, encabeçada por Pep Guardiola e outros quatro, e que nenhum deles estava "disponível" naquele momento.

REUTERS

22 de setembro de 2015 | 10h56

Em seu novo livro "Leading", o técnico que ficou por mais tempo no comando do United descreve o processo de seleção por trás do infeliz acordo com Moyes, que durou menos de um ano, após substituir Ferguson em 2013.

"Pedi para Pep me ligar antes de aceitar uma oferta de outro clube, mas ele não o fez e terminou se juntando ao Bayern de Munique em julho de 2013", escreveu Ferguson.

"Quando começamos o processo de busca para meu substituto, vimos que vários candidatos desejados não estavam disponíveis", disse. "Se tornou evidente que José Mourinho tinha dado sua palavra para Roman Abramovich que voltaria ao Chelsea, e que Carlo Ancelotti seguiria no Real Madrid".

(Reportagem de Simon Jennings)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTINGLESFERGUSONGUARDIOLAUNITED*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.