Ferguson evita polêmica entre Tevez e Gary Neville

O técnico Alex Ferguson fez todo o possível para se manter afastado da polêmica entre o capitão do Manchester United, Gary Neville, e o atacante argentino Carlitos Tevez, que já defendeu o clube.

AE, Agencia Estado

22 de janeiro de 2010 | 16h10

Os dois jogadores trocaram gestos agressivos na vitória do Manchester City sobre o Manchester United por 2 a 1, em partida disputada nesta semana, válida pela Copa da Liga Inglesa. Tevez marcou dois gols no jogo. E o argentino afirmou que o seu ex-companheiro é um "tarado" e um "puxa-saco" em uma entrevista.

Fugindo da polêmica, o técnico do Manchester United afirmou que "os jogadores discutem entre eles todo o tempo". Ferguson disse ainda que não faz comentários sobre atitudes de jogadores de outros clubes.

Tevez comemorou seus gols com um gesto com a mão, como se dissesse a Neville que ele fala demais. Anteriormente, o defensor havia feito críticas ao argentino. Em resposta aos gestos dos atacantes, Neville lhe mostrou o dedo médio.

Nos dois anos em que defendeu o Manchester United, Tevez conquistou cinco títulos. O clube, porém, preferiu não contratá-lo em definitivo e, assim, o argentino se transferiu em julho de 2009 para o Manchester City.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.