Divulgação/Vipcomm
Divulgação/Vipcomm

Ferj obriga parada técnica no Campeonato Carioca

Apenas jogos com transmissão ao vivo da TV não adotarão a medida; torneio começa neste sábado

Leonardo Maia, Agencia Estado

11 Janeiro 2010 | 20h20

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) anunciou nesta segunda-feira uma novidade no regulamento do Campeonato Carioca, mas sem contrariar os interesses da Rede Globo. A entidade comunicou que virou obrigação a execução do tempo técnico, no qual o árbitro vai paralisar o jogo aos 20 minutos de cada etapa, para que os jogadores possam se reidratar e ouvir as instruções dos treinadores, em todas as partidas da competição estadual. A exceção são aquelas que forem exibidas ao vivo pelo emissora detentora dos direitos de transmissão do torneio, que começa neste sábado.

"A Globo teve de ser consultada, pois tinha que aprovar. Ela alegou que iria prejudicar a grade de programação, já que em outros Estados não haverá a paralisação e isso afetaria a transmissão simultânea", disse o presidente da comissão de arbitragem da Ferj, Jorge Rabello. A parada técnica terá dois minutos de duração e ocorrerá assim que houver uma saída de bola ou falta, a partir dos 20 minutos de cada etapa. Como o cronômetro será parado pelo árbitro, não serão necessários acréscimos ao fim de cada etapa.

"Não é algo inédito. Outras competições já usaram isso em algum momento. A novidade está na obrigatoriedade da paralisação. Agora, não caberá mais ao juiz definir se as condições climáticas pedem isso. Ela será efetuada em qualquer horário e sob qualquer situação", explicou Jorge Rabello. "Não precisamos consultar a International Board (órgão ligado à Fifa que analisa mudanças na regra do futebol), pois nada fere o regulamento."

Mais conteúdo sobre:
futebolCampeonato CariocaFerj

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.