Denis Ferreira Netto/Estadão - 17/4/2012
Denis Ferreira Netto/Estadão - 17/4/2012

Ferj suspende decisão de vender cerveja nos estádios do Rio de Janeiro

Medida valeria já a partir da primeira rodada da Taça Rio neste fim de semana

AE, Agência Estado

14 de março de 2013 | 20h22

RIO - Não será mais neste fim de semana que a cerveja voltará a ser vendida nos estádios do Rio. A Federação de Futebol do Rio (Ferj) publicou na noite desta quinta-feira uma resolução que suspende outra, publicada na última segunda pela entidade, que autorizava a venda de cerveja nos estádios durante o Campeonato Carioca. A medida valeria já a partir da primeira rodada da Taça Rio, mas agora está suspensa.

A Ferj teve de suspender sua própria resolução depois de recomendação feita na quarta-feira pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ) para que as partidas do Campeonato Carioca fossem realizadas com os portões fechados até que a federação apresentasse laudos técnicos que atestassem as condições de segurança nos estádios. Segundo o MP-RJ, os laudos apresentados antes do início da competição "não contemplavam a liberação de bebida alcoólica".

Na resolução divulgada nesta quinta-feira, assinada pelo presidente Rubens Lopes, a Ferj informou que a venda de cerveja está novamente suspensa "até nova deliberação". "A Federação aguardará o posicionamento dos órgãos supracitados, para nova análise do caso", diz o documento, referindo-se aos laudos de Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária.

A decisão da Ferj de liberar a venda de cerveja foi tomada com a intenção de tentar melhorar o público no Campeonato Carioca - a média tem sido de somente 3,25 mil pagantes por partida. Pelas regras estipuladas inicialmente, a comercialização aconteceria até 15 minutos antes do jogo e nos intervalos, sendo restrita aos bares dentro dos estádios - bebidas alcoólicas destiladas continuariam proibidas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato Cariocacerveja

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.