Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Fernandinho pede aumento e freia acerto com Palmeiras

Jogador disse que não vai se envolver na negociação e deixa o caso para o seu agente

DANIEL BATISTA, Agência Estado

22 de julho de 2013 | 19h41

SÃO PAULO - A negociação do lateral-esquerdo reserva Fernandinho com o Palmeiras sofreu uma reviravolta por causa de um aumento salarial pedido pelo empresário do jogador, Cidão. O contrato atual acaba no fim de julho e o vínculo seria prorrogado até o fim do ano. O jogador disse que não vai se envolver na negociação e deixou o caso para o seu agente.

Cidão, que também é dirigente do Oeste, clube detentor dos direitos federativos do jogador, alega que quer uma valorização de Fernandinho pelo fato dele ainda receber o mesmo salário dos tempos em que defendia o time de Itápolis.

Pessoas envolvidas na negociação acreditam que isso não vai atrapalhar para que o atleta permaneça no Palmeiras, mas acaba sendo um investimento não programado pelo clube. Enquanto define sua situação, Fernandinho treina normalmente com o restante do grupo do técnico Gilson Kleina.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasFernandinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.