Philippe Huguen / AFP
Philippe Huguen / AFP

Fernandinho vê Brasil manter padrão mesmo com 5 mudanças: 'Merecemos a vitória'

Para o volante, Brasil está no caminho certo na preparação para a Copa do Mundo

Estadão Conteúdo

10 Novembro 2017 | 13h02

Titular da seleção brasileira na vitória por 3 a 1 sobre o Japão em amistoso realizado nesta sexta-feira em Lille, na França, graças a uma variação tática testada por Tite, o volante Fernandinho aprovou a atuação da equipe e destacou o fato de o time ter dominado o adversário mesmo com cinco mudanças em relação ao time que costuma começar jogando.

+ Em jogo morno, Brasil vence Japão com ajuda da arbitragem de vídeo

+ Autor de golaço, Marcelo exalta importância de seleção ganhar maior entrosamento

"Para a gente, a Copa do Mundo já começou. Esses amistosos servem de preparação para nós, se o Tite quiser fazer uma opção tática diferente, colocar novos jogadores. O importante é que a gente manteve o padrão de jogo, conseguiu começar o jogo muito bem, com potência no primeiro tempo, e fizemos por merecer a vitória", disse.

Além da entrada de Fernandinho, o treinador também testou o lateral-direito Danilo e o meia Giuliano e montou a zaga com Thiago Silva e Jemerson. Assim, ficaram de fora do time titular Daniel Alves, Paulinho, Renato Augusto, Marquinhos e Miranda. Com dores musculares, Philippe Coutinho foi poupado e Willian começou jogando e, inclusive, ganhou a tarja de capitão.

Fernandinho vinha sendo o reserva imediato de Casemiro. Nesta sexta-feira, no entanto, Tite resolveu escalar os dois volantes juntos. "Foram três gols no primeiro tempo e isso foi muito importante. No segundo tempo, a gente conseguiu manter o nível, infelizmente não marcamos mais gols, mas, como preparação para o Mundial, ficou de bom tamanho", disse o jogador do Manchester City.

Para o atleta, a seleção "está no caminho certo" e, mesmo com a vários mudanças na equipe, o Brasil está não caiu de rendimento em comparação com os jogos das Eliminatórias da Copa. "Alguns jogadores fizeram as suas primeiras partidas na seleção, não vinham jogando regularmente, mas é normal. O importante é que a gente está progredindo, crescendo, na preparação para o Mundial. A gente está no caminho certo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.