Rubens Chiri/SPFC
Rubens Chiri/SPFC

Fernando Diniz afirma que derrota do São Paulo é amarga: 'Produzimos para vencer'

Treinador elogia atuação da equipe na derrota por 1 a 0 para o Grêmio na Copa do Brasil

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de dezembro de 2020 | 05h00

O técnico Fernando Diniz elogiou a atuação do São Paulo na derrota por 1 a 0 para o Grêmio, no duelo de ida da semifinal da Copa do Brasil, mas disse que o resultado é "amargo" porque o time "produziu para vencer". Antes de sofrer o gol de Diego Souza aos 17 minutos do segundo tempo, o São Paulo perdeu duas chances claras, com Brenner e Luciano.

"A derrota é amarga porque produzimos para vencer o jogo. Individualmente, se alguém jogou abaixo, o coletivo conseguiu suprir. Mas de maneira geral fiquei contente com o desenvolvimento do time, a gente precisar reverter o placar no Morumbi. Temos todas as condições para isso. Vai ser um grande jogo lá, são duas grandes equipes", analisou o treinador.

A partida na Arena do Grêmio teve diversos lances de disputas e discussões entre os jogadores. O árbitro Marcelo de Lima Henrique distribuiu oito cartões amarelos durante o duelo.

"Eu acho que o São Paulo fez um bom jogo. Concordo que o jogo foi catimbado, não sei se é o termo mais adequado, mas teve menos jogo com a bola rolando. O árbitro nunca dá os acréscimos devidos. O Grêmio foi levando o jogo de uma maneira que, para o futebol, não é bom. Mas acho que o São Paulo taticamente fez um jogo bom. Eles marcaram jogadores-chaves nossos, mas nós também", afirmou Diniz.

São Paulo e Grêmio voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, no Morumbi. O time gaúcho tem a vantagem de jogar por um empate para avançar para a decisão da Copa do Brasil. "Na partida de volta temos que fazer o melhor jogo que puder. Vamos jogar na nossa casa. Temos que procurar fazer uma grande partida", disse o treinador são-paulino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.