Werther Santana|Estadão
Werther Santana|Estadão

Fernando Diniz afirma que Guarani estará pronto para estreia na Série A2 paulista

"Estou confiante no trabalho porque os jogadores assimilaram rapidamente a nossa filosofia de jogo"

Estadão Conteúdo

29 de dezembro de 2017 | 18h30

Poucas palavras e muito trabalho. Esta tem sido a rotina do técnico Fernando Diniz, no Guarani, nos últimos dias. Ele tem trabalhado de forma intensiva e garante que está focado de coração e alma para brigar pelo acesso no Campeonato Paulista da Série A2 de 2018.

+ Guarani apresenta atacante Erik, que disputou a Série B pelo Luverdense

"Estou confiante no trabalho porque os jogadores assimilaram rapidamente a nossa filosofia de jogo. O grupo que permaneceu é excelente e os novos estão bem empenhados", garantiu Fernando Diniz. Ele acha que o time "já tem uma cara e vai melhorar muito até dia 17", data da estreia contra o Oeste, na Arena Barueri, em Barueri (SP).

O técnico se notabilizou pelo futebol de toque de bola, onde a presença do goleiro jogando com os pés é fundamental. Desta forma, garantiu acessos com Votorantim e Grêmio Osasco, sendo depois vice-campeão paulista em 2016 pelo Audax.

A comissão técnica tem trabalhado cerca de quatro horas diariamente. O grupo vai ganhar três dias de folga neste final de ano e reinicia os treinamentos no dia 2, já então concentrado na cidade de Jaguariúna (SP) até o dia 10. "É um esquema que serve para unir o grupo, que ganha também com uma boa alimentação e uma dosagem exata de repouso", justificou o treinador.

A diretoria ainda espera acertar mais alguns reforços, mas já admite que deve deixar duas ou três vagas abertas para a segunda metade da competição. O presidente Palmeron Mendes Filho apresentou, nesta quinta-feira, o lateral-esquerdo Marcílio. Revelado pelas categorias de base do ABC, o jogador, de 22 anos, também passou por Botafogo-PB e Mirassol antes de ir para Portugal, onde jogou pelo time B do Vitória de Guimarães e pelo Sporting Covilhã.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGuarani Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.