Rubens Chiri / São Paulo FC
Rubens Chiri / São Paulo FC

Fernando Diniz afirma que São Paulo vai precisar jogar 'no limite' contra o River

Treinador projeta jogo difícil contra time argentino e torce para Luciano não fazer falta ao São Paulo

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2020 | 05h00

Com 18 pontos em dez jogos no Campeonato Brasileiro e no G-4, o São Paulo agora volta a pensar na Copa Libertadores da América. A equipe terá pela frente o River Plate, da Argentina, na quinta-feira, no Morumbi. Para o técnico Fernando Diniz, o São Paulo terá de jogar "no limite".

Os quatro times do Grupo D estão com três pontos em duas rodadas disputadas até agora na Libertadores. Por isso, Fernando Diniz afirmou que o jogo contra o River terá "caráter decisivo".

"O que temos que esperar é um time supercompetitivo, um treinador ótimo, time tarimbado. Teremos de jogar no nosso limite, disse Diniz, que não vê tanta vantagem do São Paulo por ter voltado a jogar antes, enquanto na Argentina os jogadores ficaram mais tempo em quarentena. "É um fator que pode interferir ou não, mas não podemos nos basear nisso".

O São Paulo não poderá contar com o atacante Luciano, que cumpre suspensão por três partidas por causa de uma confusão quando ainda defendia o Grêmio. O jogador tem sido destaque do São Paulo nos últimos duelos, com quatro gols marcados.

"Espero que ele não faça falta, não dá para pensar no Luciano agora. Não sabemos ainda que vamos colocar, mas temos que acreditar que o jogador que entrar vai conseguir suprir a ausência do Luciano. Não dá para ficar pensando em quem não vai jogar", afirmou Diniz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.