MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC
MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC

Fernando Diniz é apresentado no Fluminense e garante: ‘Volto muito melhor do que em 2019’

Técnico assina contrato CLT com o clube com prazo indeterminado; primeiro compromisso acontece nesta quarta-feira frente o Junior Barranquilla, pela Copa Sul-Americana

Redação, Estadão Conteúdo

02 de maio de 2022 | 16h42

Fernando Diniz foi apresentado oficialmente como novo técnico do Fluminense nesta segunda-feira. O comandante chega após a saída de Abel Braga, em sua segunda passagem como treinador da equipe carioca. O último trabalho do profissional de 48 anos foi no Vasco, no último ano.

Velho conhecido do clube, Diniz atuou no Fluminense durante sua carreira como jogador, sendo campeão carioca em 2002. Como treinador, comandou a equipe em 2019, sendo demitido no mesmo ano. Na ocasião, comandou o time em 44 oportunidades, com dezoito vitórias, onze empates e quinze derrotas. 

Durante a coletiva de apresentação, reconheceu que o aproveitamento de sua primeira passagem não foi satisfatório e prometeu que desta vez, as vitórias à frente do Fluminense serão prioridade em seu trabalho.

"Eu pretendo ganhar muito mais do que ganhei em 2019, para ser bem objetivo, e melhorar também o rendimento, mas o principal é ganhar mais partidas. Estudei muito, revi muitos jogos que eu fiz, assisti jogos de tudo que é divisão, de tudo que é país. Eu volto muito melhor do que eu parti em 2019", afirmou Diniz.

Em sua primeira análise do elenco, Diniz definiu o plantel da equipe como “bem montado e extremamente qualificado”. Ainda aproveitou a oportunidade para rasgar elogios ao meio-campista Ganso, uma das principais peças do time. “A minha opinião sobre ele nunca oscilou, e o Ganso para mim é um gênio. É um cara que faz coisas, e eu joguei e treinei muita gente talentosa. Ele faz coisas que ninguém faz”, concluiu.

A reestreia de Fernando Diniz  no comando do Fluminense acontece nesta quarta-feira, às 21h30, no Maracanã, pela Copa Sul-Americana, frente o Junior Barranquilla, da Colômbia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.