Ivan Storti/Santos F.C
Ivan Storti/Santos F.C

Fernando Diniz ensaia Santos sem 8 titulares contra Juazeirense na Copa do Brasil

Lista de jogadores ainda pode aumentar caso o treinador opte por descansar o goleiro João Paulo

Redação, Estadão Conteúdo

03 de agosto de 2021 | 18h08

Fernando Diniz não quis falar abertamente após a vitória sobre a Chapecoense, mas vai poupar quase o time inteiro do Santos na volta das oitavas da Copa do Brasil, diante do Juazeirense, na Bahia. Neste terça-feira, no CT da equipe catarinense, o técnico ensaiou a escalação sem oito titulares. O número pode aumentar caso opte por descansar o goleiro João Paulo também.

Com vantagem confortável de 4 a 0 construída na Vila Belmiro, o treinador encontrou no duelo de volta o cenário ideal para deixar algumas peças de fora após dura sequência de partidas. Ainda mais tendo um clássico com o Corinthians no fim de semana e jogos decisivos da Libertadores pela frente. "Vamos mandar um time forte a campo", limitou-se a dizer, no domingo.

João Paulo, que durante o trabalho deu lugar a John Victor, Felipe Jonatan e Marcos Leonardo, dono da vaga de Kaio Jorge, podem ser os únicos titulares a jogar na quinta-feira, às 19h15, em Juazeiro do Norte.

O lateral-esquerdo só atuará por causa da impossibilidade de Moraes, de volta aos treinos, jogar. Ele já defendeu o Mirassol na competição e o regulamento não permite que um atleta defenda duas equipes na mesma edição da Copa do Brasil.

"Sabemos da importância do clássico no domingo, mas primeiramente temos que pensar na Juazeirense. O jogo desta quinta será bem complicado, mesmo com a vantagem que construímos na ida", afirmou Felipe Jonatan. "Vimos a força deles no jogo da Vila Belmiro, então esperamos um confronto bem complicado. Eles vão dar a vida contra a gente e não podemos entrar relaxados", seguiu. "Só depois desse jogo vamos pensar no Corinthians."

As palavras do lateral, porém, conflitam com a equipe testada por Fernando Diniz. O técnico trabalhou com João Paulo (John Victor); Pará, Vinicius Balieiro, Wagner Leonardo e Felipe Jonatan; Ivonei, Zanocelo e Gabriel Pirani; Ângelo, Marcos Leonardo e Bruno Marques, numa prova que além de descanso, já mira o rival a quem perdeu no estadual por 2 a 0.

Felipe Jonatan vê a vantagem boa, mas pede humildade e atenção para evitar um peça daquelas que o futebol costuma proporcionar com favoritos. Mesmo com os 4 a 0, nada de falar abertamente em vaga encaminhada ou coisas do tipo.

"A gente sabe como é o futebol, né? Às vezes um time consegue o placar elástico na ida, mas, se não manter a humildade no duelo seguinte, o adversário acaba revertendo", alertou. "É ter foco total, independentemente do que aconteceu na semana passada. O professor Diniz fala que todo jogo temos que tratar como uma final, então vamos para Juazeiro pensando nisso e em voltar com essa classificação."

A equipe embarcou para Petrolina (PE) na tarde desta terça-feira, após trabalhar sob intensa neblina em Chapecó (SC). Mas só vai para Juazeiro (BA) no dia da partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.