Lucas Merçon/Fluminense FC
Lucas Merçon/Fluminense FC

Fernando Diniz exalta valentia e Matheus Ferraz comemora superação do Flu

Time carioca saiu perdendo para o Grêmio por 3 a 0, mas virou o placar para 5 a 4 nos minutos finais

Redação, Estadão Conteúdo

05 de maio de 2019 | 23h30

O técnico Fernando Diniz e o zagueiro Matheus Ferraz exaltaram neste domingo e poder de superação e a valentia do Fluminense, após a incrível virada sobre o Grêmio por 5 a 4, em Porto Alegre. O time carioca chegou a estar perdendo por 3 a 0 antes de iniciar sua poderosa reação no jogo válido pelo 3ª rodada do Brasileirão.

"A gente não esperava tomar três gols em 30 minutos. Ninguém iria esperar isso. Na verdade, nós ficamos assustados, deu um apagão. Mas depois nosso time não desistiu e ainda no primeiro tempo já tínhamos marcado dois gols. A virada veio no segundo tempo porque a gente estava determinado a vencer", explicou o zagueiro que participou diretamente de dois gols. Ele marcou o terceiro gol, o de empate, de mais tarde sofreu o pênalti que acabou sendo cobrado pelo atacante Pedro, na virada por 4 a 3.

O fato foi realmente histórico, segundo os estudiosos do clube carioca. Situação semelhante aconteceu na década de 40, quando o Fluminense saiu perdendo por 3 a 0, mas virou para 4 a 3 em cima do América, em jogo válido pelo Campeonato Carioca.

O técnico Fernando Diniz, que fez muitas caretas, fechou os olhos e xingou bastante quando o placar estava 3 a 0 para o Grêmio, reconheceu que seu time foi "acima de tudo foi valente".

Depois ele explicou como tudo mudou dentro de apenas 90 minutos: "Nós tínhamos feito um plano de jogo para ficar atrás na espera do adversário. Sofremos o primeiro gol e mantivemos nosso plano, porém, nos perdemos após o segundo gol. Daí deu desespero. Mas o time foi valente e reagiu. No intervalo nós acertamos o sistema de marcação e voltamos com a mesma determinação de vencer. Deu certo. Mérito dos jogadores que foram valentes e mereceram esta vitória".

A esperança é de que o time agora mantenha um processo de evolução dentro da competição, onde somou apenas três pontos em nove disputados. Na estreia perdeu no Maracanã para o Goiás, por 1 a 0, e depois caiu diante do Santos, por 2 a 1, na Vila Belmiro. "Nosso time é bom, um grupo unido e que vai crescer de produção. Há muitos jogos ainda", lembrou.

O Fluminense, agora, vai enfrentar o Botafogo no próximo sábado no Maracanã a partir das 16 horas. O jogo será válido pela quarta rodada do Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.