Érico Leonan/São Paulo
Érico Leonan/São Paulo

Fernando Diniz tenta evitar euforia no embalado São Paulo, agora 'favorito'

Técnico espera que a equipe não entre em campo 'se achando' e consiga eliminar o Flamengo na Copa do Brasil

Redação, Estadão Conteúdo

15 de novembro de 2020 | 18h29

Cinco vitórias seguidas, apresentando bom futebol, colocaram o São Paulo de Fernando Diniz entre os favoritos para brigar pelos títulos da Copa do Brasil e do Brasileirão. O treinador aceita o status, mas tenta evitar a euforia.

Ciente que o Flamengo está mordido com os insucessos seguidos diante do São Paulo, o treinador pede para seus jogadores manterem a humildade, seguirem no discurso de que não há nada ganho e evitarem declarações que possam inflar o oponente.

Nada de menosprezar o Flamengo. Ao contrário. Diniz seguirá o tempo todo ressaltando as qualidades dos cariocas. Nem mesmo no Brasileirão, no qual o ultrapassou na tabela.

O técnico são-paulino está bastante confiante que acabará como o jejum de oito anos sem títulos do time do Morumbi. Nada, porém, de empolgação.

O time achava que ia bem no Paulistão e acabou eliminado diante do Mirassol. Depois, via a Copa Sul-Americana como enorme chance de título e caiu no primeiro rival. Forte na Copa do Brasil e no Brasileirão, agora ordem é não "se achar". O São Paulo vai se fingir de "morto" para dar o bote na concorrência.

Contra o Flamengo, Juanfran, Reinaldo, Igor Gomes, Luan e Luciano voltam ao time titular. Tirando o volante, que cumpriu suspensão, os demais ficarem no banco diante do Fortaleza para "descansarem". Tirando o espanhol, os outros três acabaram entrando, mas apenas no segundo tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.