Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Fernando Prass descarta chance de ser convocado para seleção brasileira

Experiente capitão do Palmeiras admite que não se empolga com a possibilidade de ser lembrado por Felipão

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

21 de fevereiro de 2014 | 12h33

SÃO PAULO - Um dos destaques do Palmeiras no Campeonato Paulista, o goleiro Fernando Prass vive grande momento e alguns torcedores já começam a pedir sua convocação para a seleção brasileira, assim como acontece com seu companheiro de Palmeiras, o atacante Alan Kardec. Mas o experiente capitão palmeirense admite que não se empolga com a possibilidade de ser lembrado por Luiz Felipe Scolari.

"No Palmeiras e em qualquer lugar, sempre procuro meu espaço, nunca invejo nem desejo o espaço de ninguém. Cada um tem o seu espaço, uns mais e outros menos. Em seleção, é empatia, confiança do treinador maior e ele já parece ter feito suas escolhas. Hoje, o Brasil conta com um número muito grande de goleiro de alto nível", disse o palmeirense.

Fernando Prass nunca foi convocado para a seleção brasileira principal, por isso não acredita que seja lembrado agora por Felipão. Entretanto, o herdeiro da faixa de capitão deixada por Henrique, acredita que a situação de Alan Kardec é bem diferente e que o companheiro tem totais chances de ganhar uma oportunidade. "Uma coisa não tem nada a ver com a outra (ele e Kardec serem convocados). O Alan Kardec vive um grande momento e tem totais condições de ser lembrado", afirmou.

O atacante candidato a uma vaga entre os selecionáveis está suspenso da partida contra o Botafogo, em Ribeirão Preto, no próximo domingo, e por isso não terá mais oportunidade de se mostrar ao treinador da seleção, já que o restante da lista dos convocados, com os jogadores que atuam no futebol brasileiro, será conhecida na segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.