José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Fernando Prass diz que expulsão de Cássio atrapalhou o Palmeiras

Alviverde jogou com um mais durante derrota para o Corinthians em boa parte do segundo tempo; time tem apenas três pontos no torneio

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

08 de fevereiro de 2015 | 20h40

O goleiro Fernando Prass deixou o gramado do Allianz Parque convicto de que a expulsão do goleiro Cássio atrapalhou os planos do Palmeiras. Segundo ele, o Corinthians passou a se preocupar mais com a marcação e dificultou a vida do rival, que acabou sendo derrotado por 1 a 0 no clássico, em casa, pela terceira rodada do Campeonato Paulista.

"Difícil criar assim. Quando um time fica com um a menos, o adversário fica com mais dificuldade para criar. Se antes eles se defendiam com oito, passou a se defender com nove na linha", alegou o goleiro.

Já Rafael Marques negou que a falta de entrosamento possa ser apontada como razão para a derrota. "Isso pode até ter atrapalhado, já que chegaram 19 jogadores, mas não podemos colocar isso como responsável pela derrota", disse.

O lateral-esquerdo Zé Roberto, sempre centrado em suas respostas, adotou um discurso mais equilibrado e ressaltou a dificuldade do time em colocar a bola no chão e fazer o jogo fluir. "Faltou paciência. Ainda mais quando eles ficaram com um a menos. Agora temos que trabalhar para o próximo jogo. As derrotas servem de parâmetro para a gente ver o que precisamos corrigir nos próximos jogos", analisou.

O elenco do Palmeiras se reapresenta na tarde desta segunda-feira, na Academia de Futebol e volta a campo na quarta-feira, para enfrentar o Rio Claro, novamente no Allianz Parque, pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.