Fernando Prass prevê postura da torcida diferente em nova arena

Fernando Prass prevê postura da torcida diferente em nova arena

Goleiro acredita que torcedor irá se adequar ao estilo da arena e não tentará criar nenhuma confusão que possa prejudicar o clube

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

31 de outubro de 2014 | 07h00

O Allianz Parque será uma arena moderna do Palmeiras e com diversas novidades que seguirão o padrão Fifa, como aconteceu nos estádios utilizados na Copa do Mundo. Uma das novidades que o torcedor palmeirense terá de se acostumar é com o fato de não existir grades que separam os torcedores do gramado. Para o goleiro Fernando Prass, o torcedor irá se adequar o estilo da arena e não tentará criar nenhuma confusão que possa prejudicar o clube com a perda de mando de campo.

"Uma torcida que tem um estádio como este é obrigada a ter um padrão de comportamento a altura do estádio e tenho certeza que a torcida do Palmeiras é inteligente e não vai querer perder mando de campo na estreia ou nos primeiros jogos do estádio. Hoje todo mundo sabe que invasão ou qualquer coisa que fuja a normalidade, já é punido com perda de mando de campo. Agora imagina você inaugurar um estádio deste, depois de quatro anos de reforma, jogando fora de casa, perder mando de campo por causa de problema com a torcida é um problema que não deve acontecer", disse o goleiro palmeirense.

Em 2012 e 2013, o Palmeiras teve muitos problemas com sua torcida. Desde arremesso de objetos no campo até briga com a polícia, membros de torcidas organizadas causaram a perda de diversos mandos de campo durante as temporadas. O episódio mais grave aconteceu na Argentina, quando o elenco palmeirense voltava de viagem após o jogo contra o Tigre, pela Libertadores, e foi atacado por torcedores que foram assistir o jogo.

O alvo era Valdivia, mas quem acabou sendo agredido foi justamente Prass. Na confusão, um torcedor arremessou uma xicará, que bateu na parede e os estilhaços acertaram a orelha do goleiro, que levou pontos no local. Desde então, o presidente Paulo Nobre rompeu relações com as organizadas e passou a ser alvo de protestos deles. Na sede da TUP, uma das principais organizadas do clube, um muro foi pichado com diversos xingamentos ao dirigente.

Em relação ao Allianz Parque, o estádio deve ter seu primeiro jogo oficial no dia 20 de novembro, quando o Palmeiras enfrenta o Sport. Nos dias 25 e 26 de novembro, será realizado dois shows do cantor Paul McCartney. 

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolAllianz Parque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.