Ferreira tenta motivar elenco da Lusa

A Portuguesa não deve ter grandes alterações para enfrentar o Mogi-Mirim, sábado, no Estádio Wilson Fernandes de Barros, em Mogi-Mirim. Em razão dos desfalques e por não conhecer com profundidade o elenco, o técnico Luiz Carlos Ferreira deve aproveitar a base que vinha atuando na Série B do Campeonato Brasileiro sob o comando do ex-treinador Paulo Comelli. Ferreira deve definir a escalação do time após o treino coletivo sexta-feira, em Jarinu, onde o elenco está concentrado para o confronto decisivo. Mais do que trabalhos técnicos e táticos, o novo treinador admite que seu trabalho vai se limitar, nesta semana, a motivar os jogadores, abatidos com a má campanha no torneio. "É preciso que os atletas sintam alegria em vestir a camisa da Portuguesa", afirmou Ferreira. "Mas vou cobrar a equipe, pois todos têm responsabilidade de tirar o clube desse momento ruim." Se ainda não conhece com perfeição seu novo time, pelo menos Ferreira se antecipou em saber os detalhes do adversário. No último domingo à tarde, assistiu ao empate por 1 a 1 entre Mogi e América-MG, em Mogi-Mirim. "Procurei ficar num ?cantinho? do estádio, prá que ninguém me reconhecesse, mas não teve jeito", contou Ferreira. "Ainda bem que não falei para ninguém que tinha assinado contrato com a Portuguesa", brincou o treinador, que só se apresentou no Canindé na segunda-feira pela manhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.