Festa argentina até em reunião política

Apesar de estar longe dos gramados argentinos, uma reunião entre ministros do Mercosul que ocorreu nesta quinta-feira, na sede das Nações Unidas em Genebra, acabou sendo marcada pelos comentários insistentes do ministro do Trabalho da Argentina, Carlos Tomada, sobre a vitória da seleção de seu país em cima do Brasil, quarta à noite, em Buenos Aires. ?Era inevitável que esses comentários ocorressem, como eram inevitáveis os três gols argentinos", ironizou um alto diplomata de Buenos Aires ao explicar as declarações de seu ministro.O ministro do Trabalho do Brasil, Ricardo Berzoini, tentava, sem jeito, sorrir para os comentários de seu colega argentino. E se limitou a dizer que não queria falar sobre futebol. "Normalmente sou eu quem falo sobre o futebol, mas hoje preferia não tocar no assunto", disse Berzoini.Diplomaticamente, praticamente todos os delegados dos demais países do Mercosul, além de governos como o do Peru, Chile e Equador, sorriam a cada encontro com os políticos brasileiros. "Minhas condolências", chegou a dizer um negociador chileno aos representantes do Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.